Dia do Turismo: 10 bilionários brasileiros que fizeram fortuna no setor

Patrimônio dos empresários soma R$ 30 bilhões; nomes por trás de companhias como CVC, Azul e JHSF aparecem na lista da Forbes.

Mariangela Castro
Compartilhe esta publicação:
Horacio Villalobos / GettyImages
Horacio Villalobos / GettyImages

David Gary Neeleman, o mais bem colocado do setor no ranking, é fundador e principal acionista no Brasil da Azul Linhas Aéreas e sócio portuguesa TAP

Acessibilidade


Nesta segunda-feira, 27 de setembro, é comemorado o Dia Mundial do Turismo. Após um ano e meio de pandemia, o setor foi um dos que mais sofreu com as restrições e medidas de isolamento impostas para evitar a disseminação do novo coronavírus. Ainda que a pandemia tenha afetado as fortunas de empresários por trás de companhias aéreas, redes de hotéis e operadoras, o segmento segue presente na última edição da lista da Forbes de bilionários brasileiros.

David Gary Neeleman, fundador e principal acionista no Brasil da Azul Linhas Aéreas, é o nome do turismo mais bem colocado no ranking. Com fortuna estimada em R$ 7,42 bilhões, ele aparece no 69o lugar. Neeleman também é sócio da portuguesa TAP e opera, desde 2018, a Moxy Airways, companhia norte-americana de voos low cost.

LEIA MAIS: 10 irmãos bilionários no Brasil e no mundo

Em 2012, a Azul iniciou o processo de incorporação da Trip Linhas Aéreas; a operação foi finalizada em 2014. O empresário José Mário Caprioli, que fundou a companhia em 1998, também figura na lista, junto com sua família, e tem patrimônio avaliado em R$ 1,7 bilhão. A aérea tinha como diferencial atender destinos regionais, e, em 2006, se associou ao grupo de transporte rodoviário de passageiros Águia Branca.

A Gol Linhas Aéreas é representada no ranking por quatro nomes: os irmãos Henrique, Joaquim e Ricardo Constantino, além de Constantino de Oliveira Júnior. Eles dividem igualmente a fatia majoritária das ações da Volluto, empresa de participações que controla a companhia aérea. Os irmãos também são sócios da Global Aviation, que faz fretamento de jatos executivos e helicópteros. Cada um possui fortuna estimada em R$ 1,65 bilhão.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Não são apenas as empresas de aviação que geraram fortunas bilionárias. Guilherme de Jesus Paulus, de 71 anos, ocupa a 186ª posição da lista da Forbes, com patrimônio avaliado em R$ 2,5 bilhões. Em 1972, ele cofundou a CVC, uma das maiores empresas do turismo brasileiro.

O controle majoritário da companhia foi vendido por Paulus em 2009 ao fundo norte-americano Carlyle por cerca de R$ 700 milhões. Atualmente, o empresário tem participações nas redes de Wish e Prodigy, ambas da GJP Hotéis & Resorts.

O grupo JHSF, também do segmento hoteleiro, é representado na lista por Fábio Roberto Chimenti Auriemo e José Auriemo Neto. A companhia foi fundada pelo primeiro, atualmente com fortuna avaliada em R$ 4,52 bilhões, e tem o segundo como um de seus principais acionistas. Em 2014, o grupo adquiriu a rede Fasano, que neste ano inaugurou sua primeira unidade em Nova York, na Quinta Avenida.

A 89ª edição da revista Forbes está disponível para download no aplicativo com a versão completa da exclusiva lista de bilionários brasileiros. Veja a seguir 10 nomes que fizeram fortuna no setor de turismo:

  • David Gary Neeleman
    Fortuna: R$ 7,42 bilhões
    Origem do Patrimônio: Azul Linhas Aéreas
    Posição no ranking: 69ª
    Idade: 61 anos

    Horacio Villalobos / GettyImages
  • Fábio Roberto Chimenti Auriemo
    Fortuna: R$ 4,52 bilhões
    Origem do Patrimônio: JHSF
    Posição no ranking: 103ª
    Idade: 69 anos

    Arte / Forbes
  • Nilton Carlos Chieppe
    Fortuna: R$ 3,9 bilhões
    Origem do Patrimônio: Viação Águia Branca
    Posição no ranking: 119ª
    Idade: 77 anos

    Arte / Forbes
  • José Auriemo Neto
    Fortuna: R$ 3,42 bilhões
    Origem do Patrimônio: JHSF
    Posição no ranking: 128ª
    Idade: 45 anos

    Renato Pizzutto
  • Guilherme de Jesus Paulus
    Fortuna: R$ 2,5 bilhões
    Origem do Patrimônio: CVC
    Posição no ranking: 186ª
    Idade: 71 anos

    Letícia Moreira
  • José Mário Caprioli dos Santos e família
    Fortuna: R$ 1,7 bilhões
    Origem do Patrimônio: Trip Linhas Aéreas
    Posição no ranking: 231ª
    Idade: 50 anos

    Arte / Forbes
  • Constantino de Oliveira Júnior
    Fortuna: R$ 1,65 bilhões
    Origem do Patrimônio: Gol Linhas Aéreas
    Posição no ranking: 235ª
    Idade: 52 anos

    Reprodução / Forbes
  • Henrique Constantino
    Fortuna: R$ 1,65 bilhões
    Origem do Patrimônio: Gol Linhas Aéreas
    Posição no ranking: 235ª
    Idade: 49 anos

    Arte / Forbes
  • Joaquim Constantino Neto
    Fortuna: R$ 1,65 bilhões
    Origem do Patrimônio: Gol Linhas Aéreas
    Posição no ranking: 235ª
    Idade: 56 anos

    Arte / Forbes
  • Ricardo Constantino
    Fortuna: R$ 1,65 bilhões
    Origem do Patrimônio: Gol Linhas Aéreas
    Posição no ranking: 235ª
    Idade: 58 anos

    Arte / Forbes

David Gary Neeleman
Fortuna: R$ 7,42 bilhões
Origem do Patrimônio: Azul Linhas Aéreas
Posição no ranking: 69ª
Idade: 61 anos

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: