BDR da XP cai 2,82% em estreia na Bolsa

Desde dezembro de 2019, as ações da XP são negociadas no Nasdaq, nos Estados Unidos

Artur Nicoceli
Compartilhe esta publicação:
Amanda Perobelli / Reuters
Amanda Perobelli / Reuters

A XP levantou US$ 2,25 bilhões em dezembro de 2019, em um IPO que precificou as ações a US$ 27,00

Acessibilidade


A XP Inc, plataforma de investimentos que engloba as marcas XP, Rico, Clear, Xpeed, entre outras, estreou hoje (4) seu primeiro BDR (Brazilian Depositary Receipts), título negociado no mercado nacional e lastreado no exterior, o XPBR31. O papel fechou seu primeiro pregão em queda de 2,82%, a R$ 219,05. 

Com o lançamento do ativo, os investidores brasileiros pessoas físicas ganharam a possibilidade de investir nas ações da XP, que estão listadas na Nasdaq. A abertura de capital da companhia, em dezembro de 2019, levantou US$ 2,25 bilhões, em uma operação que precificou os ativos a US$ 27,00. Nesta segunda-feira, às, 17h20h, horário de Brasília, as ações custavam US$ 40,45. 

LEIA MAIS: Bilionários brasileiros perdem mais de R$ 50 bilhões em setembro

De acordo com um levantamento realizado pela empresa de dados financeiros FactSet, em um universo de 250 empresas, o IPO da XP foi a nona maior oferta entre as principais bolsas ao redor do mundo naquele ano. Desde o IPO no mercado norte-americano, os papéis se valorizaram 7,27%

Atualmente, a B3 conta com mais de 800 BDRs disponíveis para o investidor pessoa física.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: