Ibovespa fecha estável; Banco Inter e Vale são destaques positivos do pregão

Bolsa perdeu fôlego no fim do pregão e fechou com pequeno avanço de 0,02%, a 110.585 pontos, sob o peso de incertezas fiscais no Congresso.

Diana Lott
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


O Ibovespa fechou estável hoje (7), com pequeno avanço de 0,02%, a 110.585 pontos, na esteira do aumento dos preços das commodities e do bom desempenho dos mercados internacionais. Pesam ainda sobre o índice as turbulências políticas em Brasília, especialmente as negociações entre Executivo e Legislativo sobre o pagamento dos precatórios, a reforma tributária e os planos de ampliação do programa Bolsa Família.

O destaque positivo do dia é a Vale (Vale3), que subiu 2,98%, a R$ 79,36. As ações da siderúrgica acompanharam a alta do minério de ferro. Rafael Ribeiro, da Clear Corretora, afirma que o setor também foi impulsionado por notícias positivas vindas da China sobre o caso Evergrande. “As ações da Chinese Estates, ex-acionista majoritária da Evergrande, dispararam 31,72% em Hong Kong após o anúncio de uma oferta pública de aquisição, o que abriu caminho para a incorporadora saldar as dívidas com seus credores”, diz ele.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

As ações do Banco Inter (BIDI11 e BIDI4) protagonizaram as maiores altas da sessão, de 12,06% e 11,67%, respectivamente. A companhia anunciou que promoverá uma reorganização societária para migrar sua base acionária para a Inter Platform, abrindo caminho para a listagem de ações em Wall Street e a negociação de BDRs (Brazilian depositary receipts) na B3.

Também figuraram entre os maiores avanços do dia as ações dos grupos educacionais Yduqs (YDUQ3) e Cogna (COGN3), que subiram 9,82% e 4,68%, respectivamente. Os papéis do setor se valorizaram após a divulgação de um relatório do Citi que aponta melhoria das perspectivas do setor com a aproximação do fim da pandemia da Covid-19.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Em Wall Street, os principais índices registraram crescimento nesta quinta, impulsionados pela solução negociada por democratas e republicanos para o teto da dívida pública do governo federal, que será estendido até o fim de novembro.

O Dow Jones fechou em alta de 0,98%, a 34.754 pontos; o S&P 500 avançou 0,83%, a 4.399 pontos; e o Nasdaq subiu 1,05%, a 14.654 pontos. Ações de gigantes de tecnologia, incluindo Apple Inc, Amazon.com Inc e Microsoft Corp, subiram e foram os maiores impulsos para o S&P 500 e o Nasdaq.

O dólar fechou em alta de 0,52%, a R$ 5,5160. “A principal fonte de pressão sobre a taxa de câmbio é internacional”, diz Fernanda Consorte, economista-chefe do Banco Ourinvest, sobre o avanço da moeda nesta semana. “A expectativa de retirada dos estímulos da economia norte-americana tem feito aumentar os juros dos Treasuries [títulos do Tesouro dos EUA], e isso impacta negativamente as moedas emergentes.” (Com Reuters)

 

Compartilhe esta publicação: