Brasil, Índia e Indonésia têm que receber por preservação do meio ambiente, diz Guedes

Segundo o ministro da Economia, para além de taxar a poluição, é preciso recompensar financeiramente os países que melhor preservem a natureza.

Redação
Compartilhe esta publicação:

Adam Ronan/EmbrapaO ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou hoje (5) que países avançados privilegiam a taxação da poluição, mas que é preciso ter olhar sobre quem preservou melhor o meio ambiente, defendendo que Brasil, Índia e Indonésia recebam por isso.

Acessibilidade


Ao participar virtualmente de evento promovido pela CNC (Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo), Guedes também voltou a dizer que é necessário explorar a riqueza do petróleo antes que em “10, 20 anos” esses recursos fiquem obsoletos, com a matriz energética do mundo caminhando para outra direção.

VEJA TAMBÉM: COP26 e o impacto na aceleração de greentechs brasileiras

O ministro apontou que um fundo de erradicação da pobreza poderia ser criado com a aceleração das privatizações e reiterou sua crença no crescimento do país no ano que vem, citando que há agora quase R$ 700 bilhões em investimentos contratados para os próximos anos após o leilão do 5G assegurar R$ 150 bilhões para os próximos 20 anos. (Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: