Klabin projeta investimento de R$ 4,7 bilhões em 2022

R$ 2,75 bilhões serão aplicados na construção de sua nova fábrica no Paraná, conhecida como Projeto Puma 2.

Redação
Compartilhe esta publicação:
SOPA Images/Getty Images
SOPA Images/Getty Images

Além de uma nova fábrica, a Klabin ainda vai investir em “continuidade operacional” e florestas

Acessibilidade


A produtora de papel e celulose Klabin anunciou hoje (8) que vai investir R$ 4,7 bilhões no próximo ano, dos quais R$ 2,75 bilhões serão aplicados na construção de sua nova fábrica no Paraná, conhecida como Projeto Puma 2.

A cifra do investimento inclui ainda cerca de R$ 1 bilhão em “continuidade operacional” e R$ 480 milhões em florestas, segundo apresentação a analistas e investidores divulgada ao mercado.

VEJA TAMBÉM: 8 empresas brasileiras estão entre as mais sustentáveis da América Latina

Não ficou claro de imediato como o investimento projetado para 2022 se compara com a expectativa da empresa para 2021. No acumulado dos três primeiros trimestre deste ano, a companhia investiu R$ 2,72 bilhões, uma redução de 14% ante o mesmo período de 2020.

A companhia manterá política de pagamento de dividendos e juros sobre capital próprio em 2022 equivalente a entre 15% e 25% do Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) ajustado, segundo a apresentação.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A empresa também estimou que a demanda de celulose fibra curta vai crescer de 4,6 milhões a 7,6 milhões de toneladas entre 2020 e 2025 ante uma elevação na oferta de 7,2 milhões de toneladas. Em fibra longa, a expectativa é uma demanda avançando 1,5 milhão de toneladas, para um crescimento de oferta de 800 mil. (Com Reuters)

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Compartilhe esta publicação: