Ibovespa opera em queda pressionado por commodities e bancos

Nesta semana, o mercado monitora a possibilidade de aumento na pressão de servidores públicos por reajustes salariais.

Isabella Velleda
Compartilhe esta publicação:

Getty Images

Acessibilidade


O Ibovespa opera em queda de 0,49%, a 106.405 pontos, às 13h43 de hoje (17), após registrar a melhor semana desde março de 2021, em sessão que deve ser de menor liquidez por conta dos mercados fechados nos Estados Unidos para o feriado do Dia de Martin Luther King Jr.

Papéis de bancos e de empresas ligadas ao setor de commodities são as principais contribuições negativas ao índice. A Vale (VALE3) cede 0,71%, enquanto Usiminas (USIM5) cai 2,19%, após o minério de ferro recuar nas bolsas na Ásia, com melhora na oferta de curto prazo. As duas empresas anunciaram retomada parcial de operações em Minas Gerais.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Nesta semana, o mercado monitora a possibilidade de aumento na pressão de servidores públicos por reajustes salariais, com temores sobre os potenciais impactos fiscais em caso de sinalização favorável do governo às reivindicações. Funcionários do Banco Central prometem paralisação das atividades do órgão por algumas horas amanhã (18).

Por outro lado, o IBC-Br (Índice de Atividade Econômica do Banco Central), sinalizador do PIB (Produto Interno Bruto) nacional, registrou avanço de 0,69% em novembro em relação a outubro, segundo divulgou o Banco Central. A expectativa de economistas era de alta de 0,65%.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O resultado vem na sequência de dados de varejo e serviço também melhores do que o esperado, embora o mercado esteja olhando com cautela para os números de novembro. Os dados são considerados como de menor importância visto que, desde então, a variante Ômicron entrou no radar e os cenários de política monetária nos EUA e no Brasil mudaram.

No mesmo horário, o dólar era negociado em queda de 0,03%, a R$ 5,5119 na venda, enquanto os investidores reagiam a dados positivos sobre a economia chinesa, que cresceu 8,1% no ano passado, e avaliavam as perspectivas de aumentos de juros nos Estados Unidos. (Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: