Queda das criptomoedas: bitcoin e ether chegam às mínimas de seis meses

Mercado de criptos está em declínio desde que atingiu recordes de mais de US$ 3 trilhões em novembro.

Robert Hart
Compartilhe esta publicação:
Dado Ruvic/Reuters
Dado Ruvic/Reuters

Bitcoin perdeu cerca de metade de seu valor de mercado desde a máxima de 2021

Acessibilidade


Os preços do bitcoin e do ether caíram para mínimas de seis meses na manhã de hoje (24), dando continuidade ao movimento de vendas dos principais criptoativos que derrubou mais de US$ 1 trilhão em valor de mercado desde novembro.

O preço do bitcoin, que representa quase 40% do mercado de criptos e é a criptomoeda mais valiosa em termos de capitalização, caiu para cerca de US$ 33.500,00 nesta manhã, um recuo de mais de 6% em relação às 24 horas anteriores.

Já o ether, a segunda criptomoeda mais valiosa e que representa cerca de 16% do mercado geral, caiu mais de 11%, para aproximadamente US$ 2.200,00.

Ambas as criptomoedas estão em seus pontos mais baixos desde julho do ano passado e perderam cerca de metade de seu valor desde que atingiram os recordes em novembro.

Outras criptos importantes – incluindo o XRP, o cardano, o solana e o BNB da Binance – sofreram quedas igualmente acentuadas nas últimas 24 horas, recuando entre 8% e 12%.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O Federal Reserve, banco central norte-americano, desencadeou uma venda de criptomoedas quando indicou que, para combater a inflação, pode atuar mais rapidamente na remoção dos estímulos monetários adotados durante a pandemia, além de prever um aumento das taxas de juros para breve.

O mercado está em amplo declínio desde que atingiu recordes de mais de US$ 3 trilhões em novembro, perdendo mais de US$ 1 trilhão nas semanas seguintes. Agora, ele vale cerca de US $ 1,59 trilhão, de acordo com a CoinGecko.

Compartilhe esta publicação: