Ganhos da Yara no 4º trimestre ficam abaixo do esperado por custos do gás

O Ebitda da Yara subiu para US$765 milhões, mas ficou aquém do US$1 bilhão projetado por analistas.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Pascal Rossignol/Reuters
Pascal Rossignol/Reuters

O aumento nos preços do gás europeu fez com que a Yara e outras empresas reduzissem a produção de amônia no quarto trimestre

Acessibilidade


A norueguesa Yara divulgou hoje (8) um aumento menor do que o esperado no lucro do quarto trimestre, com o aumento dos custos de energia compensando os preços mais altos dos produtos da fabricante de fertilizantes.

O Ebitda, lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização, excluindo itens pontuais, subiu para US$765 milhões no trimestre de outubro a dezembro, ante US$511 milhões um ano antes, mas ficou aquém do US$1 bilhão projetado por analistas em uma pesquisa fornecida pelo companhia.

O preço dos fertilizantes saltou no ano passado junto com o do gás natural, um insumo fundamental na produção de nutrientes agrícolas à base de amônia, provocando alertas sobre a inflação global dos preços dos alimentos.

Apesar do salto nos preços spot da ureia, um fertilizante de referência à base de amônia, os preços realizados pela Yara para produtos acabados não corresponderam a esse aumento, disse a empresa.

“Os aumentos acentuados dos preços spot, se sustentados, levam tempo para atingir outros mercados e produtos”, disse a Yara.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Os preços altos e voláteis do gás natural continuam a representar um desafio para a indústria de nitrogênio na Europa, aumentando as preocupações globais de segurança alimentar em uma situação com oferta já apertada dos principais nutrientes”, acrescentou.

Entretanto, o conselho da companhia planeja pagar um dividendo anual de 30 coroas norueguesas por ação aos acionistas, acima das 20 coroas do ano anterior e mais do que as 28,50 coroas esperadas pelos analistas.

O forte aumento nos preços do gás europeu fez com que a Yara e outras empresas reduzissem a produção de amônia durante grande parte do quarto trimestre, embora a empresa em meados de dezembro tenha anunciado que havia retomado a maior parte de sua produção, que está atualmente em níveis normais, disse a Yara.

Segundo a companhia, o custo do gás natural deve ser US$900 milhões maior no primeiro trimestre de 2022 do que no ano anterior, enquanto o aumento ano a ano no segundo trimestre deve ser de US$700 milhões.

Compartilhe esta publicação: