Uber tem 2º trimestre seguido de lucro, mas projeções decepcionam

O serviço de entregas da empresa, o Uber Eats, teve o primeiro Ebitda ajustado positivo de US$ 25 milhões..

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Sopa Images/Getty
Sopa Images/Getty

A Uber projeta lucro ajustado no primeiro trimestre de US$ 100 milhões a US$ 130 milhões. Apesar dos bons números, resultados ainda estão abaixo das projeções de consultorias especializadas

Acessibilidade


A Uber divulgou nesta ontem (10) seu segundo lucro operacional trimestral, à medida que a demanda pelo serviço de carona retornou aos níveis pré-pandemia e seu negócio de entrega fechou no azul pela primeira vez.

Apesar disso, a projeção de lucro para o atual trimestre ficou aquém das projeções de Wall Street.

A Uber estimou lucro ajustado para os primeiros três meses de 2022 abaixo do esperado, já que a variante Ômicron da Covid-19 reduziu a demanda por viagens em janeiro. A rival Lyft emitiu um aviso similar na terça-feira.

A Uber projeta lucro ajustado no primeiro trimestre antes de juros, impostos, depreciação e amortização de US$ 100 milhões a US$ 130 milhões.

Isso se compara à estimativa de analistas de US$ 149,6 milhões, segundo dados da Refinitiv. A projeção para reservas brutas entre US$ 25 bilhões e  US$ 26 bilhões também ficou abaixo das estimativas, de US$ 27,3 bilhões.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Mas a empresa disse que os negócios começaram a reagir em fevereiro. “Enquanto a variante Ômicron começou a impactar nossos negócios no final de dezembro, a mobilidade já está começando a se recuperar, com reservas brutas subindo 25% mês a mês na semana mais recente”, disse o presidente-executivo da Uber, Dara Khosrowshahi, em comunicado.

LEIA MAIS: Divisão de robótica de empresa adquirida pela Uber se separa em nova empresa

No quarto trimestre de 2021, a Uber teve US$ 5,8 bilhões em receita. A unidade de entregas, composta em grande parte pelo serviço de restaurantes Uber Eats, teve o primeiro Ebitda ajustado positivo de US$ 25 milhões .

O delivery surgiu como um dos principais pontos fortes da empresa durante a pandemia. As manutenção dos níveis de reservas de entrega sinalizam que a recuperação nas corridas não ocorreu às custas da entrega de alimentos, com os consumidores aderindo ao serviço mesmo com a reabertura da economia.

A empresa divulgou um Ebitda de US$ 86 milhões para o quarto trimestre, ante prejuízo na mesma base de US$ 454 milhões um ano atrás, bem acima das expectativas dos analistas de US$ 62 milhões;

A Uber teve lucro líquido de US$ 892 milhões, ao reavaliar participações na Grab e na empresa de direção autônoma Aurora.

Compartilhe esta publicação: