EUA penalizam 7 oligarcas russos e secretário de imprensa do Kremlin

A Casa Branca descreveu o grupo como uma “lista extensa de comparsas de Putin” e disse que “serão cortados do sistema financeiro dos EUA, seus ativos nos Estados Unidos serão congelados e suas propriedades serão bloqueadas para uso”.

Anna Kaplan
Compartilhe esta publicação:
Mikhail Svetlov/Getty Images
Mikhail Svetlov/Getty Images

Secretário de imprensa do Kremlin, Dmitry Peskov, foi chamado de “principal fornecedor da propaganda de Putin”

Acessibilidade


A Casa Branca anunciou hoje (3) sanções duras contra sete gigantes empresariais russos, bem como o secretário de imprensa do Kremlin, Dmitry Peskov, e impôs restrições de visto a 19 oligarcas e dezenas de seus familiares, em retaliação à invasão russa da Ucrânia.

Pontos principais

Os EUA aplicarão “sanções de bloqueio” completas a Peskov, que a Casa Branca chamou de “principal fornecedor da propaganda de Putin”, o bilionário Alisher Usmanov, os irmãos bilionários Boris e Arkady Rotenberg, bem como seus familiares imediatos, na maioria dos casos.

Nikolai Tokarev, Yevgeniy Prigozhin e Sergei Chemezov – proeminentes empresários russos com laços com o presidente Vladimir Putin – e o político Igor Shuvalov também enfrentarão sanções, junto com alguns de seus familiares.

A Casa Branca descreveu o grupo como uma “lista extensa de comparsas de Putin” e disse que “serão cortados do sistema financeiro dos EUA, seus ativos nos Estados Unidos serão congelados e suas propriedades serão bloqueadas para uso”.

O Reino Unido também anunciou que emitiria um congelamento total de ativos e uma proibição de viagem a Usmanov e Shuvalov.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Além das sanções, os EUA restringirão a emissão de vistos a 19 oligarcas não especificados e 47 de seus familiares.

O Departamento do Tesouro também aplicará sanções a sete entidades russas e 26 indivíduos que desempenham “papéis centrais” em organizações que permitem “esforços da Rússia para espalhar desinformação e influenciar percepções”, segundo a Casa Branca.

O número

US$ 19 bilhões (R$ 95,6 bilhões). Esse é o patrimônio líquido combinado de Usmanov e Shuvalov, de acordo com o governo britânico. As estimativas em tempo real da Forbes mostram que o patrimônio líquido de Usmanov é de US$ 14,2 bilhões (R$ 71,46 bilhões).

Iates

A Casa Branca disse que as autoridades alemãs “acabaram de apreender” o superiate de Usmanov, depois que o presidente Joe Biden disse durante seu discurso sobre o Estado da União na terça-feira que as autoridades americanas trabalhariam com países europeus para atingir os oligarcas russos apreendendo “seus iates, seus apartamentos de luxo”. e] seus jatos particulares”. O Dilbar, o iate de 512 pés de Usmanov, é um dos maiores do mundo e foi ancorado em Hamburgo para reparos.

Contexto

A Rússia foi atingida por duras sanções econômicas depois que Putin lançou uma invasão da Ucrânia na semana passada. Os EUA e seus aliados anunciaram no sábado que removeriam alguns bancos russos do sistema de mensagens bancárias Swift e sancionariam o Banco Central da Rússia. Vários países, incluindo os EUA e o Reino Unido, também sancionaram oligarcas e membros do círculo íntimo de Putin na semana passada. Muitos países começaram a sancionar a Rússia antes de invadir a Ucrânia, em retaliação por Putin reconhecer duas regiões separatistas pró-Rússia na Ucrânia.

Mais sobre a guerra na Ucrânia

Ex-bilionário: banqueiro russo perde mais de R$ 25 bilhões em meio à guerra

Quem são os bilionários russos alvos de sanções dos Estados Unidos e da Europa?

União Europeia impõe sanções a bilionários russos

Biden está à procura dos iates bilionários russos – veja onde eles estão

 

Compartilhe esta publicação: