Setor de serviços dos EUA desacelera mais em fevereiro

O Instituto de Gestão de Fornecimento (ISM) informou que seu índice de atividade chegou à leitura mais baixa desde fevereiro de 2021..

Reuters
Compartilhe esta publicação:
REUTERS/Callaghan O'Hare
REUTERS/Callaghan O'Hare

A terceira queda mensal do índice aconteceu apesar do recuo nos casos de coronavírus a partir de meados de janeiro.

Acessibilidade


Um índice que mede a atividade do setor de serviços dos Estados Unidos caiu para o valor mínimo desde fevereiro passado e o emprego contraiu. Isso indica que a desaceleração no crescimento econômico no fim de 2021 persistiu para além dos problemas provocados pelos casos de Covid-19 no inverno norte-americano.

O Instituto de Gestão de Fornecimento (ISM) informou hoje (3) que seu índice de atividade não industrial caiu a 56,5 no mês passado, leitura mais baixa desde fevereiro de 2021, ante 59,9 em janeiro.

A terceira queda mensal do índice aconteceu apesar do recuo nos casos de coronavírus a partir de meados de janeiro. As leituras acima de 50 indicam crescimento no setor de serviços, que responde por mais de dois terços da atividade econômica dos EUA.

Economistas projetavam alta do índice a 61. A maior parte da pesquisa foi realizada antes de a Rússia iniciar sua guerra contra a Ucrânia na semana passada, o que elevou os preços do petróleo, trigo e outras commodities.

Leia também: Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA caem pela 2ª semana seguida

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: