Operadores precificam mais de 80 pontos básicos de altas de juros pelo BC até o fim do ano

Eles também passaram a precificar um movimento de 25 pontos até julho.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Odd Andersen/Pool/Reuters
Odd Andersen/Pool/Reuters

Ontem, o vice-presidente do BCE, Luis de Guindos, afirmou que o banco deve elevar os juros em julho

Acessibilidade


Os mercados monetários da zona do euro passaram a precificar hoje (22) aumentos de mais de 80 pontos básicos nos juros pelo Banco Central Europeu neste ano, antecipando o momento para a primeira alta depois de declarações de autoridades e dados econômicos melhores que o esperado.

Operadores intensificaram suas apostas para precificar quase 85 pontos de altas de juros até o final do ano, de cerca de 70 pontos ontem (22).

LEIA TAMBÉM: Inflação de março na zona do euro é revisada ligeiramente para baixo, mas segue recorde

Eles também passaram a precificar um movimento de 25 pontos –tamanho da primeira alta esperada por muitos analistas –até julho, ante 15 pontos após reunião do BCE na semana passada.

A precificação registrada hoje (22) acontece conforme os mercados continuam a digerir declarações de autoridades ontem (21).

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O vice-presidente do BCE, Luis de Guindos, chamou a atenção do investidor ao afirmar em entrevista que o banco deve encerrar seu programa de estímulo em julho e pode elevar os juros nesse mesmo mês, em setembro ou depois.

Isso impulsionou as apostas em altas de juros ontem (21), já que mostrou que não somente a ala agressiva com a inflação do BCE vê a necessidade de o banco agir rápido para lidar com o aumento dos preços acima do esperado.

Essas apostas se firmaram ainda mais hoje (22), quando dados mostraram uma atividade empresarial mais forte do que o esperado em abril na zona do euro devido à força do setor de serviços.

Compartilhe esta publicação: