Com foco no digital, Magalu lança fintech para deixar de usar tecnologia de terceiros

Varejista passa a oferecer cartão de crédito para empresas e empréstimos para pessoas físicas.

Naty Falla
Compartilhe esta publicação:
SOPA Images/Getty Images
SOPA Images/Getty Images

Para Robson Dantas, diretor da Fintech Magalu, o novo negócio tem alto potencial de crescimento. 

Acessibilidade


O Magazine Luiza (MGLU3) lançou hoje (12) a Fintech Magalu, a aposta da varejista para ter tecnologia e soluções financeiras próprias. A companhia passa a oferecer empréstimos para pessoas físicas e cartões de crédito corporativos.

De acordo com a varejista, a fintech, que é resultado da integração da Bit55, da Stoq e da Hub Fintech, adquirida no final de 2020, já nasce como uma das dez maiores do Brasil, com mais de 16 milhões de clientes únicos entre pessoas físicas e jurídicas.

Para Robson Dantas, diretor da Fintech Magalu, o novo negócio tem alto potencial de crescimento e está conectado à missão do Magalu de digitalizar o varejo brasileiro.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Vindo de um passado recente de altas aquisições, o executivo afirma que, agora, a companhia está focada em colocar as novas funções para funcionar. “Estamos no momento de ir atrás de monetização e utilizar nossa tecnologia.”

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Cartão de crédito empresarial e empréstimo pessoal

Os novos produtos serão disponibilizados diretamente no aplicativo da Magalu.

O cartão foi desenvolvido para a base de CNPJs da varejista, que quer conquistar o mercado corporativo. De acordo com estimativas da Magalu, só 3% dos cartões de crédito emitidos no Brasil são corporativos. Dantas afirma que a grande vantagem da fintech na concessão desse tipo de crédito é o conhecimento profundo dos vendedores – o que amplia o mercado e reduz riscos.

Adotando o mesmo princípio, o empréstimo pessoal para pessoas físicas calcula o valor do crédito oferecido a cada cliente com base na análise do perfil do consumidor. Segundo dados do Magalu, 45 milhões de pessoas usam o aplicativo por mês. “Já pré-aprovamos, com base numa criteriosa análise de risco, crédito para 10 milhões de clientes da nossa base”, afirma o executivo.

Em fase de pré-lançamento, os interessados pelo cartão de crédito empresarial poderão se inscrever na lista de espera, por meio de um convite, que será enviado nos próximos dias pela companhia. Os clientes do produto farão parte de um programa de benefícios exclusivo, que dará direito a acúmulo e troca de pontos por serviços oferecidos no ecossistema Magalu.

Leia mais: Por que a Lu, do Magalu, tornou-se a maior influenciadora virtual do mundo?

Open banking

O diretor da Fintech Magalu afirmou que os trâmites para a empresa operar como iniciador de pagamentos já foram iniciados – a estreia está planejada para coincidir com as operações da KaBuM!, plataforma de ecommerce especializada em tecnologia e games e que foi adquirida em 2020.

“Estamos aguardando finalizar a homologação pelas entidades [regulatórias], mas a implementação está toda realizada”, disse o executivo.

A funcionalidade permitirá realizar os pagamentos instantâneos no ecommerce e transferências por aplicativos de mensagens, por exemplo, sem a necessidade de fazer login no site do banco.

A Fintech Magalu conta com o suporte de quase 1.500 lojas físicas espalhadas pelo Brasil, onde será possível fazer saques ou tirar dúvidas sobre os produtos financeiros oferecidos.

Compartilhe esta publicação: