Fintech Solfácil recebe aporte de US$ 100 milhões

A startup diz ter crescido 8 vezes ao ano e já financiado mais de US$ 1,2 bilhão para instalação de equipamentos de energia solar.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Paulo Vitale/Divulgação
Paulo Vitale/Divulgação

O CEO e fundador da Solfácil Fábio Carrara

Acessibilidade


A startup de financiamento de sistemas de energia fotovoltaica Solfácil anunciou hoje (11) que recebeu um aporte de US$ 100 milhões, liderado pelo fundo de venture capital QED Investors, com participação de SoftBank, VEF e Valor Capital.

Fundada em 2018, a Solfácil afirma que vem crescendo 8 vezes ao ano e já ter financiado mais de US$ 1,2 bilhão para instalar cerca de 15 mil equipamentos de energia solar para residências, pequenas e médias empresas e produtores rurais.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Em comunicado, a Solfácil afirma que os novos recursos serão usados para ampliar a oferta de financiamento, expandir seu marketplace e também em tecnologia para melhorar a produtividade das usinas e serviços para seus cerca de 8 mil integradores, profissionais parceiros que instalam os equipamentos.

Com isso, espera passar BV e Santander Brasil até o fim do ano e ser a líder do país no setor.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“As pessoas produzem sua própria energia limpa e ficam menos vulneráveis aos constantes aumentos da conta de luz”, afirmou o presidente e fundador da Solfácil, Fabio Carrara.

O investimento chega menos de um ano após a mesma QED ter liderado outro aporte na Solfácil, uma rodada série B de US$ 160 milhões.

A companhia não informou em que valor foi avaliada na nova rodada de captação.

Compartilhe esta publicação: