Petrobras é a maior empresa brasileira do ranking Forbes Global 2000

No total, 23 companhias brasileiras aparecem no ranking das maiores empresas do mundo da Forbes.

Naty Falla
Compartilhe esta publicação:
Sergio Moraes/Reuters
Sergio Moraes/Reuters

Logo da sede da Petrobras

Acessibilidade


A Forbes Global 2000, lançada ontem (12), reúne as maiores empresas de capital aberto do mundo. São companhias que conseguiram aumentar as vendas e lucros no último ano, apesar dos desafios trazidos pela pandemia, o conflito na Ucrânia e a imprevisibilidade dos mercados.

Na edição deste ano, aparecem 23 empresas brasileiras. A Petrobras (PETR3; PETR4) lidera entre as nacionais, seguida por Vale (VALE3), Itaú Unibanco (ITUB4) e Banco Bradesco (BBDC4).

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

A Berkshire Hathaway lidera o ranking mundial pela primeira vez desde que a Forbes começou a publicar o Global 2000, em 2003. A empresa do bilionário Warren Buffett desbancou o Banco Industrial e Comercial da China, que caiu para o segundo lugar após nove anos consecutivos no topo da lista.

A Forbes usa os dados dos sistemas FactSet Research para rastrear as maiores empresas públicas utilizando quatro métricas: vendas, lucros, ativos e valor de mercado. O cálculo de mercado é de 22 de abril de 2021, preços de fechamento e inclui todas as ações ordinárias em circulação.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Leia mais: Apple é a maior empresa de tecnologia do mundo em 2022; veja a lista completa

Os valores são consolidados e em dólares. Foram utilizados os dados financeiros dos últimos 12 meses disponíveis em 22 de abril deste ano.

Confira a lista de todas as brasileiras que se classificaram para o Forbes 2000 (a posição no ranking global está entre parênteses):

  1. Petrobras (65)
  2. Vale (117)
  3. Itaú Unibanco Holding (137)
  4. Banco Bradesco (181)
  5. Banco do Brasil (267)
  6. JBS (399)
  7. Banco BTG (774)
  8. Braskem (953)
  9. Gerdau (962)
  10. Suzano (992)
  11. Eletrobras (1002)
  12. Itaúsa (1141)
  13. Raizen (1257)
  14. CSN (1324)
  15. XP Investimentos (1456)
  16. Metalurgia Gerdau (1470)
  17. Marfrig (1495)
  18. B3 (1539)
  19. WEG (1545)
  20. Usiminas (1652)
  21. Ultrapar (1807)
  22. CPFL Energia (1853)
  23. Bradespar (1943)
Compartilhe esta publicação: