Ibovespa acompanha movimento positivo das Bolsas internacionais e abre em alta

Índices respiram aliviados após a China reduzir os juros dos empréstimos; dólar comercial recua

Naty Falla
Compartilhe esta publicação:

Acessibilidade


O principal índice da Bolsa brasileira opera em alta de 0,63%, aos 107.684 pontos, às 10h10 de hoje (20). O Ibovespa segue o caminho das Bolsas internacionais, que apresentam uma recuperação após uma semana de quedas.

As baixas foram reflexo da fala de Jerome Powell, presidente do Federal Reserve (banco central dos Estados Unidos), sobre a necessidade de um aperto monetário mais agressivo para combater a inflação. Além disso, a guerra na Ucrânia, lockdowns na China e o aumento global dos preços também foram algumas das preocupações dos mercados.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Por volta das 10h, o Dow Jones futuro subia 0,65%, o S&P avançava 0,86%, enquanto o Nasdaq ganhava 1,11%. O dólar comercial recuava 0,19%, negociado a R$ 4,90.

Os índices respiram aliviados após a China reduzir os juros dos empréstimos de longo prazo, a fim de amenizar o impacto da Covid-19. Por lá, medidas severas foram adotadas para conter o avanço da doença, causando temor de uma desaceleração global.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O Banco do Povo da China (PBoC) diminuiu a taxa de juros de referência dos empréstimos de cinco anos. Participantes do mercado acreditam que o movimento foi uma resposta ao apelo do primeiro-ministro chinês para acelerar decisivamente os ajustes e deixar a economia voltar à normalidade rapidamente.

Esse cenário fez com que as bolsas asiáticas encerrassem a semana em alta. O índice Xangai avançou 1,60%. O Shenzhen subiu 1,59%. Nikkei teve alta de 1,27% e o Hang Seng valorizou 2,96%. O Kospi teve alta de 1,81% e, em Taiwan, o Taiex subiu 0,78%.

Os mercados europeus também aproveitam a sessão positiva e recuperam as perdas nos anteriores. Na Alemanha, foi registrado o maior aumento anual de todos os tempos em abril, com a guerra na Ucrânia aumentando o custo da energia para a indústria. No Reino Unido, as vendas do varejo subiram 1,4% no mês.

Por volta das 10h10, o Stoxx 600 ganhava 1,38%; na Alemanha, o DAX subia 1,62%; na França, o CAC 40 operava em alta de 1,17%; na Itália, o FTSE MIB ganhava 1,45%; enquanto, no Reino Unido, o FTSE 100 avançava 1,61%

Brasil

No cenário doméstico, o destaque da agenda econômica fica para o Relatório Bimestral de Receitas e Despesas, que será divulgado às 14h30. Investidores também monitoram o encontro entre Elon Musk e Bolsonaro.

“Está no Brasil, a convite do ministro [das Comunicações] Fabio Faria, o empresário Elon Musk, da Tesla. A busca de projetos de tecnologia em favor dos brasileiros é o que move o ministro, que mais uma vez na vanguarda promove proveitoso encontro com o presidente Bolsonaro, em que estarei presente”, escreveu o ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, no Twitter.

Faria já havia dito na mesma rede social que o presidente participaria de um evento sobre conectividade na Amazônia.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: