Elon Musk chega ao Brasil e deve se reunir com Bolsonaro

Encontro do bilionário norte-americano Elon Musk com Bolsonaro deve acontecer durante evento para tratar de conectividade na Amazônia

Redação
Compartilhe esta publicação:
Patrick Pleul/Pool/Reuters
Patrick Pleul/Pool/Reuters

Musk fez recentemente uma oferta para assumir o controle do Twitter, em um movimento que foi comemorado por Bolsonaro

Acessibilidade


O bilionário norte-americano Elon Musk chegou ao Brasil hoje (20) e deverá se reunir com o presidente Jair Bolsonaro durante um evento para tratar de conectividade na Amazônia. A vinda do empresário ao país foi confirmada no Twitter pelo ministro das Comunicações, Fábio Faria.

“A convite do ministro das Comunicações, Fábio Faria, o empresário @elonmusk chega ao Brasil nessa sexta-feira para tratar com o governo brasileiro sobre Conectividade e Proteção da Amazônia”, escreveu Faria na rede social.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Faria não mencionou o encontro entre Bolsonaro e Musk, mas em outro tuíte afirmou que o governo terá nesta sexta um evento sobre conectividade na Amazônia com presença de Bolsonaro.

Leia mais: Bilionários 2022: Elon Musk é a pessoa mais rica do mundo

O presidente, em sua transmissão ao vivo nas redes sociais ontem (20), disse que iria se reunir com uma pessoa “reconhecida internacionalmente” nesta sexta.

“Teremos um encontro com uma pessoa reconhecida internacionalmente que está vindo ajudar nossa Amazônia”, disse Bolsonaro.

A agenda pública e oficial do presidente, no entanto, não informa sobre sua participação em evento sobre conectividade na Amazônia, tampouco sobre um encontro com Musk.

A informação de que Bolsonaro teria encontro com o bilionário, que é presidente-executivo da produtora de carros elétricos Tesla e da empresa espacial SpaceX, foi divulgada na quinta pela imprensa, inicialmente pelo jornal “O Globo”.

Musk fez recentemente uma oferta para assumir o controle do Twitter, em um movimento que foi comemorado por Bolsonaro e por seus apoiadores.

O presidente teve na rede social uma importante plataforma durante a campanha que o elegeu em 2018 e publica frequentemente na rede. Candidato à reeleição neste ano, Bolsonaro deve novamente ter nas redes sociais uma ferramenta-chave de campanha.

(Com Reuters)

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: