Itália aprova € 14 bilhões em medidas de estímulo conforme perspectivas de crescimento enfraquecem

As medidas não aumentarão o déficit orçamentário do país em 2022 e serão parcialmente financiadas pelo aumento de um imposto sobre as companhias de energia.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Kenzo Tribouillard/Pool/Reuters
Kenzo Tribouillard/Pool/Reuters

Mario Draghi, primeiro-ministro da Itália, na sede da Comissão Europeia em Bruxelas, Bélgica

Acessibilidade


A Itália aprovou hoje (2) um novo pacote de estímulo no valor de 14 bilhões de euros – US$ 14,71 bilhões (R$ 73,93) – para proteger empresas e famílias do impacto econômico da guerra na Ucrânia, afirmou o primeiro-ministro Mario Draghi.

As medidas não aumentarão o déficit orçamentário do país em 2022 e serão parcialmente financiadas pelo aumento de um imposto sobre as companhias de energia, disse Draghi a repórteres depois que o gabinete aprovou o decreto do governo.

Forbes abre inscrições para lista Under 30 2022

Compartilhe esta publicação: