Musk fala em cortar 10% dos empregos da Tesla

Presidente-executivo da Tesla está com um "pressentimento super ruim" sobre a economia

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Foto de Elon Musk em frente a um painel da Tesla
REUTERS/Aly Song

Musk tem ‘pressentimento super ruim’ sobre economia e fala em cortar 10% dos empregos da Tesla.

Acessibilidade


O presidente-executivo da Tesla, Elon Musk, está com um “pressentimento super ruim” sobre a economia e precisa cortar cerca de 10% dos empregos na montadora de carros elétricos, disse o bilionário em um e-mail aos executivos da empresa.

A mensagem, enviada na quinta-feira e intitulada “pause todas as contratações em todo o mundo”, veio dois dias depois que Musk disse aos funcionários para retornar ao local de trabalho ou pedir demissão, e soma-se a um crescente coro de alertas de líderes empresariais sobre os riscos de recessão.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Quase 100 mil pessoas estavam empregadas na Tesla e suas subsidiárias no final de 2021, segundo documento anual enviado pela empresa à Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos.

A empresa não estava imediatamente disponível para comentários.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

As ações da Tesla caíram quase 3% no pré-mercado dos EUA nesta sexta-feira e suas ações listadas em Frankfurt recuavam 3,6% após a reportagem da Reuters. Os futuros do Nasdaq cediam 0,6%.

Musk alertou nas últimas semanas sobre os riscos de recessão, mas seu e-mail ordenando um congelamento de contratações e cortes de pessoal foi a mensagem mais direta por um chefe de uma montadora.

Até agora, a demanda por carros da Tesla e outros veículos elétricos permaneceu forte e muitos indicadores tradicionais de desaceleração, incluindo o aumento de estoques de revendedores nos EUA, não se materializaram.

“O pressentimento ruim de Musk é compartilhado por muitas pessoas”, disse Carsten Brzeski, chefe global de pesquisa macroeconômica do banco holandês ING. “Mas não estamos falando de recessão global. Esperamos um arrefecimento da economia global no final do ano. Os EUA vão desacelerar, enquanto a China e a Europa não vão se recuperar.”

“Você não pode simplesmente demitir trabalhadores holandeses”, disse o porta-voz do sindicato da FNV, Hans Walthie, acrescentando que a Tesla teria que negociar com um grupo de trabalhadores os termos de qualquer saída. A sede da Tesla na Europa está na Holanda.

Musk disse na terça-feira em um e-mail que os funcionários da Tesla precisavam estar no escritório por um mínimo de 40 horas por semana, fechando a porta para qualquer trabalho remoto. “Se você não aparecer, vamos supor que você se demitiu”, disse ele.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: