Tesla fecha escritório na Califórnia e demite cerca de 200 funcionários

Trabalhadores esperavam que a montadora transferisse parte dos empregos para funcionários com salários mais baixos em Nova York

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Foto mostra quatro veículos da Tesla, sendo um cinza, dois vermelhos e um branco
REUTERS/Mike Blake

Veículos da Tesla

Acessibilidade


A Tesla (TSLA) fechou seu escritório em San Mateo, no Estado norte-americano da Califórnia, e demitiu cerca de 200 funcionários que trabalham no sistema de assistente de motorista Autopilot, disse uma das pessoas impactadas à Reuters, em um movimento visto como de aceleração do corte de custos.

A maioria das pessoas demitidas eram trabalhadores remunerados por hora, disse essa pessoa.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

“A Tesla está claramente em um grande modo de corte de custos”, disse Raj Rajkumar, professor de engenharia elétrica e de computação da Carnegie Mellon University. “Esta (redução de pessoal) provavelmente indica que o segundo trimestre de 2022 foi bastante difícil para a empresa devido à paralisação em Xangai, custos de matérias-primas e problemas na cadeia de suprimentos”.

Os funcionários do escritório já haviam sido informados que se mudariam para uma unidade em Palo Alto gradualmente a partir deste mês, após o vencimento do contrato de aluguel de San Mateo, disse a pessoa. Mas a maioria dos trabalhadores foi demitida ontem (28).

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Alguns trabalhadores esperavam que a Tesla transferisse parte dos empregos para funcionários com salários mais baixos em Buffalo, Nova York, para economizar custos.

A Tesla não respondeu imediatamente a um pedido de comentário da Reuters. Os cortes em San Mateo foram noticiados inicialmente pela Bloomberg.

Muitos funcionários no escritório da Tesla em San Mateo trabalham na anotação de dados – revisando e rotulando vários visuais coletados de veículos Tesla para ensinar o sistema Autopilot dos carros como lidar com certos tipos de cenários.

“Um dia meio decepcionante hoje. Eu e quase toda a filial de San Mateo da Tesla acabamos de ser demitidos”, disse Caeser Rosas, especialista em anotação de dados, em um post no LinkedIn.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: