Minha jornada: "Uso meu conhecimento de empreendedora na carreira executiva"

Cristiane Taneze é uma profissional inquieta desde o início da carreira. Essa disposição hoje motiva a busca por ambientes ricos em trocas culturais entre os colaboradores.

Martina Colafemina
Compartilhe esta publicação:

Cristiane Taneze, nova diretora de inovação da Visa, acredita que a troca entre diferentes culturas promove a inovação

Acessibilidade


Poder expressar a própria personalidade sempre foi importante para que Cristiane Taneze se sentisse feliz no trabalho. “Uma vez tive um feedback de um chefe, de que eu deveria ser mais quieta para pertencer ao mundo financeiro. Para mim, aquilo foi quase um grito de guerra”, diz Cristiane, que acaba de assumir o cargo de diretora de inovação da Visa. 

Durante sua carreira, a executiva, que tem 26 anos de experiência no mercado financeiro e já passou por Amex, Credicard e Mastercard, usou a inquietação que é sua característica para promover ambientes diversos culturalmente e é o que pretende fazer à frente da inovação da Visa. “Entendi a riqueza de trabalhar com pessoas que venham de contextos diferentes para contribuir nas decisões”, diz. Criar um ambiente diverso, em que cada um possa expressar suas diferenças, está entre as suas prioridades ao formar equipes já que é um ingrediente fundamental para a inovação. 

LEIA TAMBÉM: Minha jornada: Me tornei VP da Havaianas em dois anos de empresa

Taneze acredita que as experiências pessoais fazem parte do âmbito profissional e por isso tem o objetivo de gerar um impacto positivo na vida de seus colaboradores. Um dos momentos de reviravolta que viveu, que fortalece essa crença, foi quando ficou viúva, ainda jovem, quando o marido morreu em um acidente de avião. Nesse momento, ela refletiu sobre o que mais valorizava na vida.

A diretora de inovação ainda teve um período como empreendedora, em que uniu os conhecimentos do mercado financeiro com o ambiente das startups. “Tive contato com o mundo de health techs e fintechs e foi quando juntei o mundo corporativo com o das startups para desenvolver um papel de inovação”, diz. Nesse papel de empreendedora, ficou por 1 ano e 8 meses na agência de marketing digital Maria e começou um trabalho de mentoria na startup Top2You. Também é uma das investidoras da Prime Dialog, uma plataforma que desenvolve e gerencia assistentes pessoais digitais. 

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Meu primeiro cargo de liderança

“Fiquei por 16 anos na Mastercard e lá passei por várias áreas do marketing e de produtos. Foi lá que alcancei uma posição de liderança, assumindo a diretoria de marketing, primeiramente, e depois a diretoria de produtos”

Turning point da carreira

Tive uma passagem importante da minha vida pessoal que me fez ter um outro olhar sobre o entendimento do ser humano. Meu primeiro marido morreu em um acidente de avião em Porto Alegre, fiquei viúva muito jovem. Foi uma reviravolta em que entendi o que valorizava em minha vida. Depois me casei novamente, tenho duas filhas. Essa passagem contribuiu para o que eu prezo como gestora, para entender o que é importante para as pessoas. Por exemplo, a importância de poder escolher o trabalho remoto quando você precisa. Tive um outro olhar a partir dali”

Quem me ajudou

Foram muitas as pessoas importantes durante a trajetória, mas Taneze cita três em especial: “Beatriz Galloni, ex-VP de marketing da Mastercard e atual diretora de ESG e marketing do Safra, Marco Galo ex-country manager da Amex e atual investidor anjo de startups e Vanessa Meyer, que hoje é minha líder aqui na Visa e que me inspira todos os dias”

O que ainda quero fazer

“O meu objetivo é garantir a melhora de trocas culturais e de informações do que está acontecendo no mundo, estabelecer uma rede de troca para a inovação. Nos programas que coordenarei, temos que estar sempre preocupados com a atratividade para as startups e fintechs. Vamos pensar na possibilidade de tudo que está por trás da vida, garantindo a evolução dos programas

Causas que abraço

Mulheres na liderança e o fim do etarismo nas corporações”

Minha formação

Cristiane Taneze é formada em Marketing e Finanças pela PUC-SP (Pontifícia Universidade Católica de São Paulo) e tem especializações em administração de negócios pela Harvard Business School, além de MBA em comunicação pela ESPM (Escola Superior de Propaganda e Marketing). Também se especializou em neurociência pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Compartilhe esta publicação: