IBM vai se separar de unidade de infraestrutura de TI

Empresa busca se concentrar em computação em nuvem, uma área de margem de lucro elevada.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Sergio Perez/Reuters
Sergio Perez/Reuters

A IBM tem cortado negócios mais antigos ao longo dos anos para se concentrar em computação em nuvem

Acessibilidade


A IBM afirmou hoje (8) que vai se separar da unidade de infraestrutura de TI para se concentrar em computação em nuvem, uma área de margem de lucro elevada que tem passado por salto na demanda conforme companhias buscam digitalizar seus negócios.

As ações da IBM saltavam quase 14% antes da abertura dos negócios.

LEIA MAIS: IBM lança novo chip processador produzido pela Samsung

A IBM tem cortado negócios mais antigos ao longo dos anos para se concentrar em computação em nuvem e reduzir a dependência da venda de software e mainframes.

Arvind Krishna, que assumiu o comando da IBM em abril, afirmou que o portfólio de software e soluções da companhia vai ser responsável pela maior parte da receita da empresa depois da separação.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Krishna é conhecido como o “principal arquiteto” da maior aquisição da IBM, a companhia de software Red Hat, comprada por US$ 34 bilhões no ano passado.

“O sucesso que tivemos com a Red Hat nos dá confiança de que estamos no caminho certo”, disse Krishna, considerando a estratégia como uma “mudança significativa” no modelo de negócios da IBM.

A separação das empresas será concluída até o final de 2021, afirmou a IBM. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: