Nasa faz história com primeiro voo de helicóptero em Marte

 NASA/JPL-Caltech/ASU/Reuters
NASA/JPL-Caltech/ASU/Reuters

O voo ocorreu em um campo aéreo situado a 76 milhões de quilômetros da Terra

O Ingenuity, helicóptero robô miniatura da Nasa (Agência Aeroespacial dos Estados Unidos), realizou na manhã de hoje (19) uma decolagem e um pouso bem-sucedidos em Marte. Este foi o primeiro voo controlado de uma aeronave de propulsão na superfície de outro planeta, disse a agência.

A estreia da aeronave de rotor duplo no Planeta Vermelho assinalou um momento histórico para a Nasa, que disse que o êxito pode abrir caminho para novas modalidades de exploração em Marte e outros destinos no sistema solar, como Vênus e Titã, uma lua de Saturno.

LEIA MAIS: Saiba quanto custa explorar Marte

Os administradores da missão do JPL (Laboratório de Propulsão a Jato da Nasa), próximo de Los Angeles, aplaudiram e comemoraram quando dados de engenharia retransmitidos de Marte confirmaram que o helicóptero de 1,8 quilo, movido a energia solar, completou sua viagem inaugural de 39 segundos.

Leituras de altímetro mostraram que ele decolou às 4h34 (horário de Brasília), elevou-se à altura programada de três metros, pairou com estabilidade sobre a superfície marciana durante meio minuto e depois pousou com segurança em suas quatro pernas, disse a Nasa.

NASA/JPL-Caltech/ASU/Reuters
NASA/JPL-Caltech/ASU/Reuters

O Ingenuity é movido a energia solar e completou sua viagem inaugural de 39 segundos

Uma foto em preto e branco tirada por uma câmera a bordo apontada para baixo mostrou a sombra definida da Ingenuity refletida pela luz do sol no solo abaixo.

Apesar da brevidade, o voo foi um feito histórico da aviação interplanetária, ocorrendo em um “campo aéreo” situado a 276 milhões de quilômetros da Terra no solo de uma vasta bacia marciana batizada de Cratera Jezero. (Com Reuters)

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).