Ação judicial alega que Apple monopoliza tecnologia de frequência cardíaca para Apple Watch

A AliveCor disse que a Apple excluiu rivais ao alterar o algoritmo do sistema operacional do relógio.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Brendan McDermid/Reuters
Brendan McDermid/Reuters

A empresa privada acusou a Apple de silenciosamente “trabalhar em segundo plano” para copiar sua capacidade de gravar um ECG no Apple Watch

Acessibilidade


Uma empresa do Vale do Silício entrou com um processo antitruste acusando a Apple de monopolizar o mercado de tecnologia de monitoramento de frequência cardíaca para o Apple Watch e colocar em risco a saúde dos usuários.

Em uma denúncia registrada na noite de ontem (25), a AliveCor disse que a Apple excluiu rivais ao alterar o algoritmo de frequência cardíaca do sistema operacional do relógio, tornando a tecnologia rival incompatível.

LEIA MAIS: Apple ganha mais de US$ 100 milhões em comissões de Fortnite, diz executivo

A AliveCor vende o KardiaBand, uma pulseira Apple Watch capaz de registrar um eletrocardiograma, e o SmartRhythm, um aplicativo que alerta os usuários sobre batimentos cardíacos irregulares.

A empresa privada acusou a Apple de silenciosamente “trabalhar em segundo plano” para copiar sua capacidade de gravar um ECG (eletrocardiograma) no Apple Watch e fornecer um aplicativo separados para a análise de frequência cardíaca.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Como já fez várias vezes ao longo dos anos em outros mercados, a Apple decidiu que não aceitaria a concorrência no mérito”, disse a AliveCor em sua denúncia apresentada no tribunal federal de San Francisco.

“O valor de controlar esses dados críticos de saúde (com a capacidade de explorá-los) era aparentemente uma tentação demais para a Apple“, acrescentou. “Para obter uma vantagem competitiva injusta, a Apple colocou a vida de incontáveis usuários do AliveCor em perigo.”

Hoje (26), a Apple não respondeu imediatamente aos pedidos de comentários.

A empresa com sede em Cupertino, Califórnia, tem aplicativos para fazer ECGs e medir a frequência cardíaca em repouso ou durante os exercícios.

A AliveCor está buscando indenização tripla não especificada, citando o suposto esforço “intencional” da Apple para criar um monopólio.

Em dezembro, a empresa sediada em Mountain View, na Califórnia, processou a Apple por violação de patente no Texas e, em abril, pediu à Comissão de Comércio Internacional dos Estados Unidos que proibisse as importações de relógios Apple. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: