O Mundo dos Unicórnios: VTEX

Blue Planet Studio/Getty Images
Blue Planet Studio/Getty Images

A empresa desenvolveu soluções de marketplace, omnichannel, comércio B2B (business-to-business) e B2C (business-to-consumer)

A VTEX acaba de chegar a Wall Street. A companhia fundada em 2000 pelos cariocas Geraldo Thomaz e Mariano Gomide, que opera uma plataforma de comércio digital com foco em SaaS (software as a service) para empresas e varejistas, fez seu IPO (Oferta Pública Inicial) na bolsa de valores de Nova York na semana passada, levantando US$ 361 milhões.

Ao longo de seus 21 anos de história, a empresa desenvolveu soluções de marketplace, omnichannel, comércio B2B (business-to-business) e B2C (business-to-consumer). Seus clientes incluem grandes marcas globais como Coca-Cola, Walmart Brasil, Samsung, Adidas e Sony, entre outras.

LEIA MAIS: Wall Street abre as portas para mais um unicórnio brasileiro

Em setembro do ano passado, a VTEX foi avaliada em US$ 1,7 bilhão após levantar R$ 1,25 bilhão em uma rodada de financiamento da série D. A operação foi liderada pelos fundos Tiger Global, Lone Pine Capital, Constellation, Endeavor Catalyst e SoftBank, e garantiu à startup o status de unicórnio (empresas avaliadas em, pelo menos, US$ 1 bilhão). Com o IPO, a avaliação da companhia subiu para US$ 3,75 bilhões.

No primeiro semestre de 2021, a empresa concluiu uma série de aquisições para aprimorar o seu portfólio, incluindo a Workarea, uma plataforma de comércio na nuvem sediada nos EUA, e a Suiteshare, ferramenta brasileira que permite que as marcas vendam e prestem atendimento ao cliente via WhatsApp.

Veja, no infográfico abaixo, quatro coisas que você precisa saber sobre a VTEX:

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).