Inspirado no Magalu e Mercado Livre, GetNinjas quer oferecer portfólio completo de serviços ao Brasil inteiro

Atualmente, plataforma conta com mais de 3 milhões de profissionais cadastrados e atende 4.000 cidades do país .

Matheus Riga
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

O CEO e fundador do GetNinjas, Eduardo L’Hotellier, quer intensificar a estratégia de marketplace na sua plataforma

Acessibilidade


Os mais de R$ 555 milhões levantados no processo de abertura de capital na B3, em maio deste ano, trouxe para o GetNinjas, plataforma que conecta pessoas físicas a prestadores de serviços, os recursos necessários para acelerar a estratégia de crescimento da empresa em 2021. Entre as subidas e descidas da bolsa de valores nos últimos meses, a empresa apresentou, no seu último relatório financeiro, relativo ao segundo trimestre do ano, aumento na receita líquida, embora tenha finalizado o período com prejuízo de R$ 17,8 milhões.

O balanço, no entanto, chamou a atenção para uma clara expansão no volume dos serviços prestados e na base de usuários: entre abril e junho, a plataforma teve 1,1 milhão de profissionais cadastrados, alta de 256% em comparação com o mesmo período no ano passado, e um incremento nas solicitações de clientes de 40%, chegando a 1,3 milhão de atendimentos. Com esses números, a receita líquida fechou em R$ 15,4 milhões, consolidando um crescimento de 55% ano a ano.

Siga todas as novidades do Forbes Tech no Telegram

Em entrevista à Forbes, o CEO e fundador do GetNinjas, Eduardo L’Hotellier, detalhou como pretende conduzir a companhia no segundo semestre deste ano. Para elaborar sua estratégia, o executivo diz ter se inspirado em empresas do varejo, como Mercado Livre e Magazine Luiza, que ampliam o sortimento de produtos para atender às múltiplas necessidades dos clientes. “O consumidor sabe que vai encontrar tudo o que precisar nessas companhias”, afirma. “Aqui, queremos ter todos os tipos de serviços, atendendo qualquer cidade do Brasil. Assim, ele não vai pensar duas vezes em usar nossa plataforma para encontrar o que deseja.”

Com mais de 500 tipos de serviços oferecidos na plataforma, o GetNinjas terminou o segundo trimestre deste ano com 179 mil profissionais ativos – aqueles que utilizaram o aplicativo com recorrência nesse período -, uma alta de 78% em comparação ao mesmo período do ano passado. Ao todo, a plataforma tem mais de 3 milhões de profissionais cadastrados em mais de 4.000 cidades do país. Para estimular o engajamento desses prestadores de serviço em sua base, L’Hotellier diz que focará no desenvolvimento de parcerias com outras empresas.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

VEJA TAMBÉM: GetNinjas define faixa de preço de IPO

“Estamos falando com diversas indústrias e marcas para oferecer, por exemplo, descontos em materiais e cursos para esses profissionais”, afirma o executivo. “Com melhores equipamentos e mais capacitados, eles poderão fazer um trabalho melhor e deixar o cliente satisfeito, pronto para usar novamente a plataforma.” Nos últimos meses, o GetNinjas fechou parcerias com cinco empresas: Pado (cadeados e fechaduras),Tintas Anjo, Fácil Persianas, Market4U (de venda de itens alimentícios em condomínio) e Banco Pan (para oferta de serviços financeiros).

Para alcançar os prestadores de serviços, o GetNinjas tem investido em marketing e comunicação. “Temos trabalhado muito com anúncios no Google e Facebook para os profissionais tomarem conhecimento da plataforma”, afirma L’Hotellier. “Hoje é muito mais fácil chegar nesse público por meios digitais. Quando começamos, há 10 anos, nós tínhamos que pegar as páginas amarelas, ligar e convencê-los a se cadastrarem.”

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: