Apple barra Fortnite em App Store até que casos na Justiça sejam resolvidos

A audiência inicial da Epic Games em um pedido de apelação no caso entre as duas empresas está marcado para 12 de dezembro.

Redação
Compartilhe esta publicação:
NurPhoto/Colaborador/Getty Images
NurPhoto/Colaborador/Getty Images

No início deste mês, um juiz dos Estados Unidos decidiu contra algumas regras da App Store

Acessibilidade


A Apple excluiu o videogame “Fortnite de sua loja de aplicativos por vários anos até que todos as apelações de processos na Justiça envolvendo a empresa e a Epic Games sejam resolvidas, afirmou o presidente-executivo da produtora de jogos, Tim Sweeney, hoje (22).

Sweeney denunciou no Twitter a decisão da Apple hoje e afirmou que a Epic Games continuará batalhando contra a gigante da tecnologia nos tribunais.

LEIA MAIS: Juíza nos EUA manda Apple afrouxar regras da App Store

A audiência inicial da Epic Games em um pedido de apelação no caso entre as duas empresas está marcado para 12 de dezembro. A resposta da Apple está marcada para 20 de janeiro de 2022. Todo o processo de apelação pode levar anos.

“Esta é outra postura anticompetitiva extraordinária da Apple, demonstrando o poder deles em moldar os mercados e em escolher vencedores e perdedores”, escreveu Sweeney.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

As duas companhias travam uma disputa na Justiça desde agosto do ano passado. A produtora de videogames tentou contornar a cobrança de comissão de 30% pela Apple sobre as vendas de Fornite por meio do lançamento de seu próprio sistema de pagamentos.

O caso é atentamente acompanhado uma vez que a Apple enfrenta outras queixas e reclamações regulatórias sobre as regras que forçam os produtores de videogames a seguir dentro da App Store.

“A Epic cometeu uma violação intencional de contrato, e quebra de confiança, ao esconder código da Apple“, afirmou a Apple à Epic Games, segundo carta compartilhada por Sweeney.

Os desenvolvedores de aplicativos há muito criticam as comissões de 15% a 30% cobrados de muitos deles pela App Store.

No início deste mês, um juiz dos Estados Unidos decidiu contra algumas regras da App Store, forçando a companhia a permitir que os desenvolvedores possam enviar seus usuários para outros sistemas de pagamento, em uma vitória parcial para a Epic Games e outras empresas. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: