Uber vai lançar planos de aposentadoria para motoristas no Reino Unido

A empresa reclassificou mais de 70 mil motoristas na Inglaterra como trabalhadores após decisão da Justiça do país

Redação
Compartilhe esta publicação:
Sopa Images/Getty
Sopa Images/Getty

A Uber reclassificou 70 mil motoristas na Inglaterra como trabalhadores e agora planeja planos de aposentadoria

Acessibilidade


A Uber Technologies vai começar a por em prática oferta de planos de aposentadoria para motoristas no Reino Unido, meses depois ser obrigada a conceder direitos trabalhistas a eles no país.

Em março, a Uber reclassificou mais de 70 mil motoristas na Inglaterra como trabalhadores após decisão da Justiça do país. A companhia também afirmou que vai oferecer outros direitos como férias remuneradas e salário mínimo.

LEIA TAMBÉM: Musk vê fim de escassez de chips em 2022 com novas fábricas de semicondutores

Hoje (24), a companhia norte-americana afirmou que vai contribuir com 3% da renda de motoristas para o plano de pensão e os motoristas poderão escolher entre contribuir com um mínimo de 5% de sua renda no serviço.

A entidade britânica GMB representa os motoristas da Uber no país e tem o direito de negociar em nomes dos trabalhadores.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Uber e a GMB também defenderam que outras companhias de transporte por aplicativo como Ola, Bolt e Addison Lee ofereçam direitos similares a seus motoristas.

O regulador dos planos de pensão do Reino Unido afirmou que a Uber tem dado “passos positivos” e defendeu que todas as empresas da chamada “gig economy” coloquem seus funcionários em planos de aposentadoria.

“A gig economy vai crescer mais conforme o Reino Unido deixa a pandemia e as empresas se recuperarem e é correto que todos os trabalhadores que contribuam para ela recebam pensões a que têm direito”, afirmou um porta-voz.

O regulador afirmou que vai fiscalizar as empresas que não envolverem seus trabalhadores “voluntariamente e imediatamente”, disse o porta-voz. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: