iFood e Kroton se unem para formar um milhão de profissionais

Parceria prevê cursos digitais de graduação por meio da Ampli, edtech que integra o ecossistema do grupo de ensino.

Luiz Gustavo Pacete
Compartilhe esta publicação:

O objetivo é atender até 270 mil estabelecimentos em todo o Brasil que contam com o delivery como plataforma estratégica (Crédito: Getty Images)

Acessibilidade


O iFood e a Kroton, vertical de B2C da Cogna Educação, se uniram para formar 1 milhão de profissionais em cursos de graduação. O projeto será encabeçado pela Forma Talento, plataforma de benefícios para empresas da Kroton. Os cursos serão transmitidos por meio da Ampli, edtech que integra o ecossistema de startups da empresa de ensino. “Os restaurantes demandam cursos que agreguem no dia a dia do negócio, como fluxo de caixa ou dicas de gestão, por exemplo. Todo esse conteúdo, no entanto, precisa se adaptar ao dia a dia dos colaboradores, ser flexível e disponível em todo o Brasil”, diz Arnaldo Bertolaccini, Diretor de Experiência do Restaurante no iFood.

LEIA TAMBÉM: Com hub em Portugal, QuintoAndar recrutará talentos de tecnologia pelo mundo

De acordo com pesquisa realizada pela Associação Nacional de Restaurantes (ANR), em parceria com a consultoria Galunion e com o Instituto Foodservice Brasil (IFB), em média, o delivery já corresponde a 39% do total do faturamento dos restaurantes, bares, cafés e lanchonetes. Antes da pandemia, o número era de 24%. Dos 23 mil estabelecimentos entrevistados, 85% afirmaram a intenção de manter o canal de entrega após a crise sanitária. O que segundo a Kroton e o iFood reforçam a importância da iniciativa.

“No último ano, registramos um aumento de 12,5% na procura de instituições e empresas que incluíram educação como benefício a seus colaboradores. Além disso, as matrículas fruto desses programas de benefícios educacionais também cresceram mais de 80%”, diz Fábio Fernandes, head da Kroton Empresas.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: