Ataque hacker rouba US$ 615 milhões de projeto blockchain vinculado a game Axie Infinity

Este é o segundo maior roubo de criptomoedas já registrado.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Kacper Pempel/Reuters
Kacper Pempel/Reuters

Roubo de US$ 615 milhões é o segundo maior roubo de criptomoedas já registrado

Acessibilidade


A blockchain Ronin disse hoje (29) que hackers roubaram criptomoedas de seus sistemas no valor de quase US$ 615 milhões, em um dos maiores roubos de ativos digitais já registrados.

A Ronin é usada como base para o popular jogo online Axie Infinity, que usa NFTs (tokens não fungíveis) e é a maior coleção de NFTs com base no volume histórico de vendas, de acordo com a empresa de rastreamento de dados sobre NFT CryptoSlam.

LEIA TAMBÉM: Metaverso, Web3 e outras tendências do mercado de edtechs

A Ronin disse que hackers não identificados roubaram em 23 de março cerca de 173.600 tokens de ether e 25,5 milhões de tokens de USD Coin. Nas taxas de câmbio atuais, os recursos valem US$ 615 milhões, embora valessem cerca de US$ 540 milhões no momento do ataque.

Isso torna a ação o segundo maior roubo de criptomoedas já registrado, de acordo com a empresa de análise de blockchain Elliptic.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Em agosto, os hackers por trás do provavelmente maior roubo de moedas digitais de todos os tempos devolveram quase todos os mais de US$ 610 milhões  tomados da empresa de DeFi (finanças descentralizadas) Poly Network.

A Ronin disse em comunicado em seu blog que foram usadas chaves privadas roubadas – as senhas necessárias para acessar recursos em criptomoedas – para o acesso aos ativos. A Ronin afirmou que descobriu o ataque hoje (29).

“Estamos trabalhando diretamente com várias agências governamentais para garantir que os criminosos sejam levados à justiça”, disse a Ronin, acrescentando que está discutindo com a Axie Infinity como garantir que nenhum dinheiro dos usuários fosse perdido.

A Ronin disse que está trabalhando com o rastreador de blockchain Chainalysis para encontrar os recursos roubados. A maioria dos ativos ainda está na carteira digital do hacker, disse a Ronin.

A blockchain foi desenvolvida pelo estúdio de jogos Sky Mavis, com sede em Cingapura e proprietário do Axie Infinity. A Sky Mavis não fornece detalhes de contato em seu site. A empresa não respondeu imediatamente a um pedido de comentário enviado via LinkedIn.

Compartilhe esta publicação: