Apple será forçada a usar carregador USB-C na União Europeia

Até o terceiro trimestre de 2024, todos os telefones celulares, tablets e câmeras vendidos na UE devem estar equipados com a mesma entrada

Robert Hart
Compartilhe esta publicação:
Nurphoto/Getty Images
Nurphoto/Getty Images

Carregador da Apple em cima de iPhone com o logo virado para cima

Acessibilidade


Produtos da Apple e de outros fabricantes de smartphones terão que usar o mesmo carregador, depois de um acordo histórico aprovado provisoriamente por legisladores europeus ontem (7). A decisão fechou anos de debate, apesar das reclamações da gigante da tecnologia de que tal regulamentação prejudicaria a inovação e os consumidores.

Até o terceiro trimestre de 2024, todos os telefones celulares, tablets e câmeras vendidos na União Europeia devem estar equipados com a mesma entrada USB-C para carregamento com fio, de acordo com um acordo provisório anunciado pelos legisladores.

O requisito – inédito no mundo – será aplicado a uma série de dispositivos, incluindo smartphones, fones de ouvido, dispositivos de leitura, consoles de jogos portáteis, alto-falantes portáteis e tablets “independentemente de seu fabricante”. Ele também garantirá que a velocidade de carregamento seja “harmonizada”, permitindo que os dispositivos sejam carregados à mesma velocidade com qualquer carregador compatível. 

Os fabricantes de laptops também devem obedecer essas regras, embora tenham mais 40 meses para fazer a mudança depois de elas entrarem em vigor.

Thierry Breton, comissário da UE para o mercado interno, comemorou as novas regras como uma vitória para os consumidores e um passo importante para reduzir o lixo eletrônico, segundo a Bloomberg.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Dado o número de dispositivos eletrônicos usados ​​todos os dias, ter “um carregador comum” é “sensato”, acrescentou Breton. A legislação, que vem sendo negociada nas instituições da UE há anos, ainda precisa de aprovação formal do Parlamento Europeu e do Conselho Europeu, o que deve ser garantido ainda este ano.

A União Europeia há muito procura padronizar o carregamento eletrônico, mas há uma década luta para superar as barreiras políticas e a oposição necessária para fazê-lo. Essas regras reduziriam o lixo eletrônico, economizariam dinheiro e beneficiariam os consumidores, que o bloco diz que estão “frustrados” com “carregadores incompatíveis se acumulando”. 

A gigante de tecnologia americana Apple, que investiu em seu próprio cabo “Lightning” e resistiu em mudar para as tecnologias usadas por outros fabricantes de smartphones, tem sido um forte oponente, argumentando que a padronização prejudicaria os consumidores e sufocaria a inovação.

Leia também: Novo vazamento da Apple revela surpresa no lançamento do iPhone 14

O que esperar

Carregamento sem fio. As regras sobre entradas de carregador padronizadas se aplicam apenas a dispositivos que usam carregamento com fio, disse a UE, o que significa que aqueles que carregam apenas sem fio não precisarão incluir uma entrada USB-C. No entanto, a legislação também permitirá que a Comissão Europeia desenvolva padrões para o carregamento sem fio no futuro, à medida que ele se tornar predominante, de acordo com o comunicado de imprensa.

Grande número

US$ 312 milhões (R$ 1,5 bilhão). É a quantidade de dinheiro desperdiçado todos os anos em compras desnecessárias de carregadores na UE, segundo o Conselho Europeu. Há também cerca de 11 mil toneladas de resíduos produzidos todos os anos a partir de carregadores e cabos não utilizados ou jogados fora, disse o bloco.

Inscreva-se na seleção para a lista Under 30 2022

Compartilhe esta publicação: