Maya Capital lança segundo fundo avaliado em R$ 500 milhões

Monica Saggioro e Lara Lemann estão à frente do VC early-stage que já investiu em mais de 29 startups na América Latina

Luiz Gustavo Pacete
Compartilhe esta publicação:
Divulgação

Monica Saggioro e Lara Lemann, fundadoras do Maya Capital

Acessibilidade


O Maya Capital, fundo de venture capital early-stage liderado por Monica Saggioro e Lara Lemann, anunciou o lançamento de seu segundo fundo de mais de R$ 500 milhões (US$ 100 milhões). O capital será utilizado para liderar a primeira rodada e apoiar o crescimento de startups de tecnologia na região.

Em seu primeiro fundo, lançado em 2018, o Maya Capital levantou R$ 200 milhões e investiu em 29 startups, localizadas em diferentes países da América Latina (Brasil, México, Colômbia e Chile), e distribuídas em 12 setores distintos. Dentre elas, estão inclusos seus dois unicórnios, NotCo e Merama. Os Mayans, nome dado às empresas do portfólio, já são compostos por mais de 100 founders e 6 mil colaboradores.

Com a nova rodada, o fundo passa a ter mais de R$ 700 milhões sob gestão. De acordo com as sócias, os investidores são compostos por funds of funds latino-americanos, brasileiros e europeus, investidores institucionais, family offices e também por founders das principais empresas de tech da região.

Leia mais: Agtech que liga produtores a restaurantes e varejistas levanta R$ 40 milhões

“Nós somos agnósticas a setor e com foco em toda América Latina, mas não temos uma estratégia spray and pray. Nós investimos com convicção e vamos selecionar de 25 a 30 companhias para compor o portfólio do nosso segundo fundo e seremos mão-na-massa para apoiar essas companhias em seu crescimento”, menciona Lara Lemann.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

De acordo com Monica, apesar de não terem um filtro de gênero, 40% das empresas do portfólio têm ao menos uma fundadora mulher. “Não vamos reduzir nosso ritmo de investimento. Temos muita convicção na região e enxergamos diversos setores com oportunidade para serem disruptados através de tecnologia. Com o novo fundo, estamos capitalizadas e continuaremos em busca de founders excepcionais atuando em grandes mercados.”, reforçou Monica em relação ao atual momento do ecossistema de startups e investimentos na região.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: