O que o criador do NBA Top Shot espera da Web3?

Roham Gharegozlou, fundador da Dapper Labs, também falou durante o Collision, no Canadá, sobre a atual crise das criptomoedas e o futuro dos NFTs

Luiz Gustavo Pacete
Compartilhe esta publicação:
Divulgação Collision

Roham Gharegozlou: “Diante desta e de várias outras críticas de grandes empreendedores da tecnologia, eu prefiro focar em estudar a fundo o impacto que a Web3 e os NFTs podem ter naquilo que as pessoas realmente enxergam valor”

Acessibilidade


As duras críticas de Bill Gates às criptomoedas e NFTs, feitas durante um evento do TechCrunch, na semana passada, estiveram no centro da entrevista que Roham Gharegozlou, fundador da startup Dapper Labs, responsável pela criação do NBA Top Shot, um dos cases recentes de NFT no entretenimento de maior popularidade, deu no palco do Collision, evento de tecnologia e inovação que ocorre nesta semana em Toronto, no Canadá.

De acordo com Roham, com todo o respeito que Bill Gates merece, é importante considerar que muitos dos empreendedores que construíram coisas grandiosas na tecnologia acabam por subestimar, em muitos casos, ou até mesmo resistir ao que o futuro pode trazer em termos de transformação e impacto. “O próprio Bill Gates perdeu a onda no celular, perdeu a onda nas mídias sociais, e isso porque ele criou a primeira onda e permitiu que todos os seguintes existissem. Com todo o respeito, não me preocupo muito com pessoas que não veem o futuro. Eu passo muito tempo com pessoas que veem o futuro – porque essas são as pessoas que constroem o futuro”, provocou Roham.

Leia também: Entenda o que é Web3 e tudo o que é preciso saber sobre o conceito

“Diante desta e de várias outras críticas de grandes empreendedores da tecnologia, eu prefiro focar em estudar a fundo o impacto que a Web3 é os NFTs podem ter naquilo que as pessoas realmente enxergam valor. E mais do que isso, gosto de enxergar todas as oportunidades e possibilidades que essas tecnologias darão em termos de acesso”, reforçou Roham.

Ainda de acordo com o empreendedor iraniano que passou grande parte de sua trajetória recente no Canadá, quando questionado sobre o derretimento do ecossistema de criptomoedas, alertou para o fato de que o olhar deve ser o longo prazo e que as fases e períodos de ajustes são pertinentes a qualquer tecnologia emergente.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Reprodução/Forbes
Reprodução/Forbes

Em cinco meses, a plataforma colecionável baseada em blockchain da NBA já processou US$ 460 milhões em vendas

“A Web3 e tudo que ela representa é um caminho sem volta e está para a internet assim como as redes sociais que mudaram a maneira como nossa sociedade da informação se organiza. Mas mais do que isso, é a possibilidade de que pessoas ao redor do mundo e, não necessariamente detentoras de fortunas, consigam construir novas possibilidades seja de negócios, conexão com os consumidores ou outras funções de valor agregado”, reforçou.

O NBA Top Shop tornou-se um case recente bem sucedido de aplicação dos NFTs na conexão com os fãs. O projeto que eterniza e compartilha momentos especiais para os torcedores da liga de basquete levantou, em seus primeiros cinco meses de vida, mais de US$ 460 milhões. Além deste projeto, Roham já foi eleito alguma vezes como uma das pessoas mais influentes do mundo quando o assunto são criptomoedas e blockchain.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: