Os planos da CI&T com a chegada da Box1824

Cesar Gon, CEO da companhia e Paula Englert, fundadora da consultoria de tendências, falam sobre a junção das operações para ampliar estratégias globais

Luiz Gustavo Pacete
Compartilhe esta publicação:
Divulgação CI&T

A CI&T abriu capital na NYSE em novembro do ano passado, quando foi avaliada em US$ 2 bilhões

Acessibilidade


Capitalizada após um IPO em novembro do ano passado, na Bolsa de Nova Iorque, onde foi avaliada em mais de US$ 2 bilhões, a CI&T, empresa de tecnologia com sede em Campinas (SP), anunciou mais uma aquisição estratégica. Com a chegada da Box1824, consultoria de tendências especializada em marketing e comportamento de consumo, a empresa pretende potencializar seus  projetos globais.

A Box1824 já desenvolve projetos com empresas como Novartis, Disney, XP Investimentos, Google, Nubank e Spotify. Liderada pela fundadora Paula Englert, a consultoria continuará com uma operação independente e nenhuma mudança no comando. “Acredito firmemente que a metodologia 3D da Box se tornará uma 5D junto com a família CI&T, agregando Design e Desenvolvimento”, disse Cesar.

À Forbes Brasil, Cesar Gon e Paula Englert falam sobre o negócio e os planos a seguir:

Peter Dazeley/Getty Images

“O foco é ampliar nosso escopo e escala por meio da tecnologia”, diz Cesar Gon

Forbes Brasil – Qual a importância estratégica da aquisição de uma companhia de inteligência?
Cesar Gon – A Box 1824 é uma empresa que vem preenchendo a lacuna entre o presente e o futuro há praticamente duas décadas. Sendo a principal decodificadora de seu tempo, acaba por ser extremamente complementar à CI&T que é uma facilitadora de design e tecnologia. A empresa passa a fazer parte da família CI&T de uma forma independente.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Leia mais: César Gon, CEO da CI&T, sobre liderança em tempos de guerra: “A sociedade pós-pandemia não vai esperar a reinvenção das empresas”

FB – Como isso compõe a estratégia global da companhia?
Cesar – A expansão da CI&T foi impulsionada por uma estratégia que contou, além do crescimento orgânico, com uma série de fusões e aquisições a fim de ampliarmos nossas soluções e presença nos mercados nacional e internacional. Agora, com a aquisição da Box1824, uma empresa que já auxiliava negócios globais a desenvolverem estratégias, poderemos ampliar nosso escopo uma vez que nossos recursos de ponta a ponta serão drasticamente aprimorados com a ampliação da escala por meio da tecnologia.

FB – De que maneira esse movimento ajudará no avanço da companhia em serviços relacionados ao marketing?
Cesar – A CI&T tem soluções end-to-end para seus clientes e, um passo importante como esse, aumenta nossa capacidade estratégica e, em um universo onde growth hacking/marketing são cada vez mais integradas e “technology first”.

Crédito: Arthur Nobre

“Quando uma demanda encontra uma tendência isso remodula o que já conhecemos”, diz Paula Englert

Forbes Brasil – Como que o momento da CI&T agrega para a box1824?
Paula Englert – A Box sempre teve essa capacidade de visão estratégica, de transformação e oportunidade de negócios, mas por outro lado, ainda possuía uma necessidade de materializar as visões e os desenhos de negócios para os clientes. Estar junto agora com a CI&T é um caminho de ampliação da nossa oferta e maior intimidade com a implementação das nossas visões. É um ganho imenso para termos mais controle deste lugar e em como podemos apoiar nossos clientes end-to-end, da visão de futuro até a concretização do presente e ver nascer as sementes que muitas vezes colocamos para florescer.

FB – Qual a importância do estudo de tendências complementado ao lado da tecnologia dos clientes?
FB – A gente tem uma crença que as tendências que realmente têm impacto e transformam o mercado são oriundas de dois lugares: das tendências de comportamento, novas tecnologias e suas forças; e as tech trends e behavior trends. Quando uma demanda de comportamento encontra uma tendência de tecnologia, esse cruzamento gera grandes tendências de mercado e isso remodela o que já conhecemos. A Box1824 consegue entender, mapear e decodificar com a CI&T, que lidera e implementa tendências de tecnologia. Juntas somamos enormemente nossa capacidade de desenhar com assertividade as tendências que vão impactar o mercado, fazendo com que a gente consiga ajudar os clientes a se colocarem no presente para o que será relevante no futuro. Unidas temos a visão com a capacidade de implementação.

Leia mais: Empresas de tecnologia se destacam em ranking de qualidade de vida

FB – O que será dessa parceria a partir de agora, sobretudo olhando globalmente?
Paula – A Box1824 e a CI&T se mantém como empresas independentes, mas acreditamos muito na sinergia desses dois negócios. Apesar de sermos globais desde o início, passamos agora a ter uma estrutura mais potente e a CI&T pode ampliar seu portfólio de produtos para ofertar o que a gente entrega, que são estratégias de futuro e caminho de negócios. Essa ampliação de oferta seguida da capacidade de implementar essas visões que são desenhadas por nós. Para a Box será o ganho da capilaridade da CI&T, poder estar presente de uma forma estruturada, consistente e relevante em praticamente todos os lugares do mundo; e para a CI&T é aumento do portfólio, que pode ser oferecido para clientes globais.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: