Dona do Facebook é processada por uso de marca de empresa de realidade virtual

MetaX afirma que foi "esmagada" após a mudança de nome da big tech

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Dado Ruvic/Reuters
REUTERS_Dado Ruvic_Ilustração

Meta Platforms está sendo processada por empresa que afirma ter sido “esmagada” pela mudança de marca do Facebook

Acessibilidade


A controladora do Facebook, Meta Platforms, foi alvo de processo por infração de marca registrada no tribunal federal de Manhattan, em uma ação aberta hoje (19) pela MetaX, uma empresa que cria experiências imersivas de realidade virtual.

A nova-iorquina MetaX disse ao tribunal que foi “esmagada” pela mudança de marca do Facebook para Meta e que sua “capacidade de operar como Meta foi eviscerada”.

Leia mais: 5 livros para entender o metaverso e seus impactos

A MetaX acusa a Meta de infringir suas marcas e pediu uma ordem judicial que impeça a empresa de redes sociais de usar o nome “Meta” para bens e serviços que se sobrepõem aos da MetaX, além de uma quantia não especificada de dinheiro por danos.

O Facebook renomeou sua plataforma de rede social de mesmo nome em outubro de 2021, apostando que o que chama de metaverso, um espaço de realidade virtual terá sucesso na internet móvel.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O fundador da MetaX, Justin “JB” Bolognino, disse em um comunicado que a Meta Platforms “não apenas colocou nosso negócio em risco, mas também o de toda a indústria e os direitos de propriedade intelectual dos inovadores que ajudaram a construí-lo”.

A Meta Platforms não respondeu imediatamente a um pedido de comentário.

A MetaX é especializada em “tecnologias experimentais e imersivas” usando tecnologias como realidade virtual e realidade aumentada.

A empresa disse no processo que discutiu uma possível parceria com o Facebook em 2017 e que um executivo da companhia elogiou uma das experiências da MetaX naquele ano como “incrível” e “espetacular”.

A MetaX disse que o novo foco da Meta Platforms no chamado metaverso e tecnologia de realidade virtual e aumentada relacionada se sobrepõe aos seus negócios e que começou a fornecer “experiências imersivas” semelhantes em alguns dos mesmos lugares onde organizou suas exposições, incluindo os eventos Coachella e South by Southwest.

A MetaX disse que a mudança de marca do Facebook a tirará do mercado e que já fez com que as pessoas acreditassem erroneamente que as empresas são afiliadas.

Compartilhe esta publicação: