Instagram defende mudança para vídeo apesar de críticas de Kardashians

Kim Kardashian e e Kylie Jenner compartilharam um post que dizia “pare de tentar ser Tik Tok, eu só quero ver fotos fofas dos meus amigos”

Marisa Dellatto
Compartilhe esta publicação:
Forbes/Getty Images
Forbes/Getty Images

Kim Kardashian e Kylie Jenner chegam à festa do Oscar 2020 da Vanity Fair

Acessibilidade


O chefe do Instagram, Adam Mosseri, disse hoje que a plataforma “cada vez mais” se tornará focada em vídeo, defendendo o Instagram de reclamações generalizadas sobre mudanças que o tornaram mais parecido com o concorrente TikTok – um movimento que irritou criadores como Kim Kardashian e Kylie Jenner, duas das pessoas mais seguidas no aplicativo.

Na semana passada, a controladora Meta introduziu mudanças nos aplicativos do Instagram: vídeos com menos de 15 minutos serão postados como Reels, o formato de vídeo da plataforma, e os Reels agora estão sendo promovidos e exibidos para outras pessoas no Instagram, um conceito muito semelhante à página For You do TikTok.

Leia mais: Instagram permitirá que usuários façam compras diretamente no chat

À medida que o Instagram muda de suas raízes como um aplicativo baseado em fotos para se concentrar mais em vídeo, vários criadores de grandes nomes se manifestaram: Kardashian, que tem 326 milhões de seguidores, e Jenner, que tem 360 milhões, compartilharam um post pedindo para “fazer o Instagram ser Instagram de novo” em vez de uma reprodução do TikTok – uma postura apoiada por muitos outros criadores.

Kardashian e Jenner compartilharam um post que dizia “pare de tentar ser Tik Tok, eu só quero ver fotos fofas dos meus amigos”.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Mosseri postou um vídeo respondendo à reação e prevendo que “mais e mais do Instagram será vídeo ao longo do tempo”, pois é onde os usuários estão colocando mais atenção.
Ele disse que a plataforma “ainda suportará fotos” enquanto “se inclina” para se concentrar em vídeo.

Leia mais: Facebook renova feed principal para atrair usuários mais jovens e enfrentar TikTok

O Instagram “vai tentar melhorar” na recomendação de conteúdo nos feeds dos usuários – um recurso popularizado pelo TikTok – para ajudar os criadores a “alcançar mais pessoas” e para os seguidores descobrirem novas contas, disse Mosseri.

Mosseri disse que a plataforma de mídia social testará uma exibição em “tela cheia” para fotos e vídeos para alguns usuários, outra mudança que pode fazer o Instagram se parecer com o TikTok, mas “ainda não é boa” o suficiente para ser totalmente adaptada pelo Instagram.

Vamos ficar em um lugar onde tentamos colocar o conteúdo de seus amigos no topo do seu feed e na frente dos Stories sempre que possível

Adam Mosseri

Negócios

Criadores como Jenner e Kardashian não estão apenas irritados por não poderem mais ver fotos de seus amigos com tanta facilidade.

O Instagram é um hub para influenciadores, celebridades e criadores de conteúdo para impulsionar colaborações, postagens patrocinadas e anúncios de produtos.

Um novo algoritmo que destaca vídeos em vez de fotos significa que os criadores precisam alterar seu conteúdo para poder chamar a atenção e ganhar dinheiro com isso.

Mas os TikTokers também estão entrando no jogo da monetização: no ano passado, os criadores mais bem pagos da plataforma de mídia social ganharam US$ 55,5 milhões, um aumento de 500% em relação a 2020, já que muitos deles fazem parceria com marcas de roupas e lançam filmes e programas de TV, conforme noticiou a Forbes no início deste ano.

O Instagram lançou o Reels em 2020, logo após o TikTok experimentar uma explosão de crescimento no mainstream que pode ter assustado a Meta.

O CEO Mark Zuckerberg disse aos funcionários em fevereiro que a Meta está enfrentando um “nível de concorrência sem precedentes” do TikTok. Zuckerberg disse que a empresa estaria se concentrando no Reels como forma de combater isso.

Em abril, a Meta disse que usaria inteligência artificial para recomendar postagens aos usuários, um movimento semelhante ao TikTok, de acordo com o Wall Street Journal.

O número

2 bilhões. São quantos usuários ativos mensais o Instagram supostamente tinha em dezembro de 2021. Em setembro, o TikTok disse que tinha mais de 1 bilhão.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: