Moagem de trigo no Brasil sobe 1% em 2020 para 12,7 mihões de toneladas, diz Abitrigo

O desempenho foi alavancado, principalmente, pelos moinhos do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo

Redação
Compartilhe esta publicação:
Valentyn Ogirenko/Reuters
Valentyn Ogirenko/Reuters

A indústria de trigo lida com margens apertadas pelo alto custo com o cereal, mas viu uma elevação na demanda por produtos à base de farinha

Acessibilidade


A moagem de trigo alcançou 12,7 milhões de toneladas em 2020, um avanço de 1% em relação ao ano anterior, conforme levantamento da Abitrigo (Associação Brasileira da Indústria do Trigo) divulgado hoje (27).

O desempenho foi alavancado, principalmente, pelos moinhos do Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo. No Paraná, que sozinho representou 3,6 milhões de toneladas processadas, houve uma queda de 1,7% no comparativo anual, fato que limitou o avanço da categoria.

LEIA MAIS: Cotações do trigo atingem recordes nominais no Paraná e Rio Grande do Sul, informa o Cepea

A moagem subiu 4,7% na indústria gaúcha, para 1,95 milhão de toneladas, enquanto o processamento avançou 2,8% em São Paulo, para 1,65 milhão de toneladas.

A participação da indústria de Santa Catarina é menor, mas o crescimento foi o mais expressivo, de 8,9% no comparativo anual, para 547,17 mil toneladas.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A Abitrigo ainda informou que os moinhos do Norte e Nordeste que juntos somaram 3,6 milhões de toneladas processadas, tiveram uma leve variação de 0,2% em relação ao ano anterior.

A indústria de trigo lida com margens apertadas pelo alto custo com o cereal, impulsionado pelo dólar, mas, em contrapartida, viu uma elevação na demanda por produtos à base de farinha durante o período de isolamento causado pela pandemia da Covid-19, desde de o ano passado. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: