Colheitômetro da New Holland vai acompanhar as safras brasileiras em tempo real

Divulgação
Divulgação

Primeiro contador digital da produção agrícola brasileira vai acompanhar os números da colheita das principais commodities, entre elas o milho

A New Holland Agriculture, marca da CNH Industrial, apresentou hoje (28), data em que se comemora o Dia do Agricultor, o primeiro contador digital da produção agrícola brasileira. O Colheitômetro é uma ferramenta que mostrará, em tempo real, os números da colheita das principais commodities agrícolas produzidas no país, como soja, milho, arroz, cana e trigo. A tecnologia, que utiliza fontes seguras e oficiais de dados, também exibirá ao público as cifras geradas por essas culturas, que são pilares da economia brasileira.

“Nossa intenção é mostrar para a população, especialmente a das cidades, a força e a importância da agricultura para o país”, afirma Rafael Miotto, vice-presidente da New Holland Agriculture para a América do Sul. “O papel do Colheitômetro é expor a força e representatividade do campo para que o país todo conheça e tenha orgulho da sua agricultura.”

LEIA TAMBÉM: Geada extrema: saiba quais serão os impactos na produção de alimentos que vão para a sua mesa

Por meio do site colheitometro.com.br é possível acompanhar a ferramenta em tempo real, que também conta com paineis eletrônicos nas dependências das fábricas da marca. Inaugurado hoje, o primeiro painel está na unidade de Curitiba (PR). Gustavo Taniguchi, diretor de marketing comercial da marca para a América do Sul, explica que a API (Interface de Programação de Aplicação, na tradução do inglês) do Colheitômetro permite mostrar dados de produção, em toneladas, das culturas de soja, milho, arroz, cana-de-açúcar e trigo. Além disso, o painel mostra os valores em reais que essa produção representa. Futuramente, outras culturas serão acrescentadas à base de dados do contador digital.

As informações têm como base o cruzamento de dados de algumas instituições, entre elas o Mapa (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abasteciment), IBGE e Cepea-Esalq/USP. “Nossa inspiração para criar o Colheitômetro foram outros mecanismos, como o Impostômetro e o Devolutômetro, por exemplo, que compartilham números importantes da nossa economia. No caso do agronegócio, a maioria das pessoas desconhece a relevância que a agricultura tem para o país, seja pelo volume produzido ou pela contribuição econômica, além de ser responsável por combater a insegurança alimentar no Brasil e em grande parte do mundo”, diz Taniguchi.

Dados da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) mostram que o agronegócio brasileiro forneceu alimento para 772,6 milhões de pessoas no mundo em 2020 (10% da população global), sendo que 212 milhões dessas pessoas estão no Brasil. Segundo o mesmo estudo, na última década a participação brasileira no mercado mundial de alimentos passou de US$ 20,6 bilhões para US$ 100 bilhões, com destaque para soja, milho, algodão, carnes e produtos florestais. A expectativa é que essa participação siga crescendo nos próximos anos.


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).