Cepea indica alta do algodão desde o início do mês

Impulso vem de aumento na paridade de exportação e, especialmente, da presença mais ativa de compradores..

Redação
Compartilhe esta publicação:
Mohamed Abd El Ghany/Reuters
Mohamed Abd El Ghany/Reuters

Entre 17 e 24 de agosto, o indicador Cepea/Esalq, para o algodão com pagamento em 8 dias, subiu 2,93%

Acessibilidade


Os valores do algodão em pluma têm registrado elevações desde o início de agosto. Entre 17 e 24 de agosto, o indicador Cepea/Esalq, com pagamento em 8 dias, subiu 2,93%, fechando a R$ 5,4318 por libra-peso de pluma ontem (24). Vale lembrar que o recorde nominal (de R$ 5,4576/libra-peso de pluma) da série de preços do Cepea (Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada), iniciada em 1996, foi registrado na segunda-feira (23).

Na parcial do mês, registrada até o dia 24, o aumento é de 9,47%. 

LEIA TAMBÉM: Mapa reforça medidas de prevenção contra a peste suína africana em aeroporto

De acordo com pesquisadores do Cepea, o impulso vem da alta na paridade de exportação e, especialmente, da presença mais ativa de compradores. Neste caso, o maior interesse comprador está relacionado à necessidade de repor estoques, em um ambiente de bom fluxo industrial e de maior ritmo de comercialização. 

Segundo a Abrapa (Associação Brasileira dos Produtores de Algodão), o Brasil é o quinto maior produtor mundial da fibra e um dos principais exportadores. Hoje (25), a produção da pluma de algodão na safra 2020/21 é estimada pela associação em 2,3 milhões de toneladas. (Com Cepea)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: