Carmen Perez estreia o documentário "Quando ouvi a voz da terra"

Pecuarista mostra como a criação de animais baseada no bem-estar do rebanho e das equipes de campo no interior de Mato Grosso mudou seu modo de ver o mundo.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Divulgação
Divulgação

A pecuarista Carmen Perez, da agropecuária Orvalho das Flores, mostra as virtudes da criação de animais

Acessibilidade


Hoje (25), a partir das 20h, o documentário “Quando ouvi a voz da terra”, protagonizado pela pecuarista Carmen Perez, poderá ser acessado pelo youtube e também pela página do projeto na internet. Carmen dirige a Agropecuária Orvalho das Flores, localizada em Araguaiana, município a 50 quilômetros de Barra do Garças (MT), desde os 22 anos de idade, onde cria gado da raça nelore. A pré-estreia do documentário, com a presença de convidados, ocorreu na sexta, em uma das salas de cinema do shopping Iguatemi, na capital paulista.

Aos 43 anos, a pecuarista é uma referência em técnicas de bem-estar animal e na sua divulgação. Além de palestras e uma constante presença nas redes sociais e mídia (ela é uma das colunistas da Forbes), Carmen também fez parte do projeto do livro lançado em 2019 “O Bem-Estar Animal no Brasil e na Alemanha: Responsabilidade e Sensibilidade”, obra bilíngue da Câmara Brasil-Alemanha de São Paulo, editado pelo professor Mateus Paranhos da Costa, do departamento de zootecnia da Unesp (Universidade Estadual Paulista) e coordenador do Grupo Etco (Grupo de Estudos e Pesquisas em Etologia e Ecologia Animal), um dos mais importantes centros de estudo sobre o tema.

LEIA TAMBÉM:  Lista Forbes das 100 Mulheres Poderosas do Agro

Agora, com o documentário que tem 70 minutos, Carmen vai a campo mostrar como o bem-estar animal modifica as fazendas e as pessoas que nela trabalham, além de contar a sua própria história de descobertas que fizeram com que modificasse completamente a lida na fazenda. O projeto começou a nascer no final de 2019, em parceria com o diretor Nando Dias Gomes e a jornalista Flávia Tonin.

A pedido da Forbes, Carmen conta o que é, para ela, a voz da terra. Confira:

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Quando ouvi a voz da terra, quando foi isso? Quando eu tinha 22 anos, eu saí de São Paulo… apesar de ter vivido no campo e convivido muito com esses animais nessa intimidade, mas sempre para lazer, nunca com a versão do negócio. E essa voz me chamou quando eu tinha 22 anos, foi quando eu saí de São Paulo de fato e vim para cá, no Mato Grosso. Esse Centro-Oeste, esse Cerrado brasileiro bonito, com o som dos pássaros e animais. E foi uma voz, a voz da terra que chamou.

E eu sempre me questiono do poder dessas histórias, porque elas são muito poderosas, elas têm o poder de construir o nosso imaginário, de levar informação. E também me questiono sobre as histórias que têm sido contadas sobre nós, de tudo que a gente faz, o que de fato chega até vocês que estão nas cidades.

A única coisa que nos separa é a distância, a conexão é a mesma, é só meio de vida que é um pouco diferente. Então, eu chamo todos vocês para escutarem a voz da terra, a voz dos bichos, o som da natureza. Alguma vez vocês escutaram esses sons? Essa voz da terra. É essa a grande reflexão, e isso cria um vínculo com a gente, porque nós somos todos do mesmo lugar.”

Marque na sua agenda e confira o documentário na íntegra:

 

Compartilhe esta publicação: