Gustavo Vasques se torna líder das operações agro no ICL Group América do Sul

Empresa israelense de minerais especiais para as lavouras opera em 13 países e fatura US$ 5 bilhões por ano .

Redação
Compartilhe esta publicação:
Divulgação_ICL
Divulgação_ICL

Gustavo Vasques vai comandar o hub formado para impulsionar os negócios da companhia

Acessibilidade


A ICL (Israel Chemicals Companhia), com sede em Tel Aviv, Israel, e presença em 13 países, anunciou hoje (17), que o atual CEO para a América do Sul, o administrador Gustavo Vasques, 51 anos, passa a responder por todas as operações de agronegócio na região. No caso do Brasil, as operações agrícolas da própria ICL e da Agro Fertiláqua Participações, comprada no final de 2020 por R$ 120 milhões. Em 2021, a ICL também concluiu a compra da divisão agrícola da Compass Minerals América do Sul, por cerca de US$ 420 milhões.

A israelese, especializada em fertilizantes minerais especiais para lavouras, além de ingredientes para indústria e alimentos, possui 48 fábricas no mundo, um quadro de 12 mil funcionários e receita da ordem de US$ 5 bilhões. “Esse movimento faz parte da integração dos negócios da ICL na América do Sul”, diz Vasques.

LEIA TAMBÉM:  15 recordes que fazem dos produtores rurais os âncoras da economia brasileira

A mudança alinha a empresa para funcionar como um hub na região, como já ocorre com América do Norte, Europa, Ásia e Israel. Isso significa reunir em uma mesma área seu centro administrativo, operacional e comercial. Até então, as lideranças na América do Sul eram regionais. Com isso, Vasques passa a se reportar a Elad Aharonson, presidente da divisão de soluções inovadoras para a Agricultura da ICL-Group.

Com o hub, a empresa espera acelerar a entrega de tecnologias aos produtores. Do total da receita global, a América do Sul responde por US$ 1,1 bilhão, cerca de 22%. Somente no Brasil, país com a maior área cultivada da região, de acordo com o estudo “Projeções do Agronegócio 2019/20 a 2029/30”, a estimativa nesse período é chegar a 367 milhões de toneladas de grãos, volume 45% superior à safra encerrada 2020/21.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: