Importações de fertilizantes pelo Brasil até março aumentam 27,4%, diz Cargonave

Os fertilizantes são essenciais para manter as produtividades do milho, soja, arroz e trigo.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Vladimir Gerasimov/Getty Images
Vladimir Gerasimov/Getty Images

As importações brasileiras de fertilizantes no ano até março aumentaram 27,4%

Acessibilidade


O Brasil acelerou as importações de fertilizantes nos primeiros três meses do ano, mostraram dados de embarque hoje (6), já que as sanções ocidentais a grandes fornecedores como a Rússia provavelmente interromperão esse fluxo a partir de abril.

Os fertilizantes são essenciais para manter as produtividades do milho, soja, arroz e trigo, com produtores no Brasil e em outros lugares lutando para se ajustar à medida que os preços disparam em meio a interrupções no comércio após o conflito Rússia-Ucrânia.

VEJA TAMBÉM: Rússia manterá cotas de exportação de fertilizantes até o próximo ano

Segundo dados da Cargonave, as importações brasileiras de fertilizantes no ano até março aumentaram 27,4%.

As importações atingiram 10,43 milhões de toneladas, ante 8,19 milhões de toneladas no mesmo período do ano passado, com Rússia, China e Canadá entre os três principais fornecedores do Brasil, mostraram dados da Cargonave.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Nos últimos dias, analistas alertaram que as sanções ocidentais à Rússia, grande vendedora de potássio, amônia, uréia e outros nutrientes do solo, reduziriam a disponibilidade desses fertilizantes em todo o mundo.

Compartilhe esta publicação: