Preços da soja saltam em Chicago com demanda para exportação

Há sinais de que os Estados Unidos podem superar as últimas previsões de exportação do governo para este ano comercial de grãos

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Roberto Samora/Reuters
Roberto Samora/Reuters

Colheita de soja em Porto Nacional, Tocantins

Acessibilidade


Os contratos futuros de trigo caíram hoje (19) em Chicago, devolvendo mais de seus ganhos recentes, com os traders buscando lucros em meio ao clima de safra mista no Hemisfério Norte e preocupações mais amplas sobre uma desaceleração econômica.

Enquanto isso, os futuros de soja e farelo de soja saltaram com as notícias da forte demanda internacional, em meio a sinais de que os Estados Unidos podem superar as últimas previsões de exportação do governo para este ano comercial de grãos.

“Estamos finalmente começando a ver o impacto da safra brasileira menor voltando para casa”, disse Brian Basting, analista de pesquisa de commodities da Advance Trading.

Em Chicago, o contrato mais ativo da soja fechou o dia em alta de 27,75 centavos de dólar a US$ 16,90 (R$ 83,80) o bushel, para máxima desde 29 de abril.

O milho subiu 1,75 centavo de dólar para US$ 7,83 (R$ 38,82) o bushel — embora os contratos diferidos tenham caído com previsões de bom tempo para plantio e desenvolvimento inicial da safra.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

O trigo fechou em queda de 30,25 centavos de dólar para US$ 12 (R$ 59,50) o bushel.

Forbes abre inscrições para lista Under 30 2022

Compartilhe esta publicação: