Esboço de acordo da ONU sobre biodiversidade mira conservação, poluição e finanças

Ulises Rodriguez/Reuters
Ulises Rodriguez/Reuters

Esboço de acordo da ONU inclui metas para reduzir o uso de pesticidas, diminuir o desperdício de plástico e direcionar US$ 200 bilhões por ano para proteger a natureza em países em desenvolvimento

Negociadores da ONU (Organização das Nações Unidas) divulgaram hoje (12) uma série de propostas para proteger a natureza, incluindo um plano para colocar ao menos um terço do planeta sob proteção de conservação na próxima década, mas ambientalistas disseram que os esboços não foram ambiciosos o suficiente.

As 21 propostas incluem metas para reduzir o uso de pesticidas, diminuir o desperdício de plástico e direcionar US$ 200 bilhões por ano para proteger a natureza em países em desenvolvimento. Elas serão votadas pelos 196 países da Convenção sobre Diversidade Biológica da ONU quando esta se reunir em outubro.

LEIA TAMBÉM: 11 museus para aprender mais sobre o agro, o meio ambiente e se divertir

Como cerca de um milhão de espécies em risco de extinção neste momento, países estão sendo instados a conservar 30% de suas terras e territórios marítimos até 2030.

Atualmente, cerca de 17% das terras e 7% dos mares estão sob algum tipo de proteção. Em outros locais, há poucos limites para a pesca predatória, complexos residenciais, mineração ou poluição industrial, que diminuem habitats naturais em todo o mundo.

E desafios relacionados à mudança climática, incluindo eventos climáticos extremos, acidificação oceânica e secas, criam novas pressões para muitas espécies.

Tal como esboçadas, as propostas podem ser difíceis de implementar, disseram ambientalistas. Existem tantas metas individuais que isto pode incentivar os países a selecionar aquelas que são convenientes e ignorar o restante, advertiram. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).