9 pontos positivos de casais que viajam separados

Getty Images
Os casais devem viajar em família, mas também sozinhos

Certo dia, enquanto empurrava o carrinho de compras dentro do supermercado, meu filho recém-nascido chamou a atenção de todos os clientes com uma melodia alternada de gritos e gemidos. Até a minha filha, que é ótima para distrair o irmão mais novo, desistiu e saiu correndo.

LEIA MAIS: Consórcio é opção para viabilizar festa de casamento

Eu comecei a pensar em quantos dias faltavam até que meu companheiro estivesse em casa novamente – ele estava em uma viagem fora do país. Mais tarde, quando as coisas se acalmaram, me dei conta do quão importante era aquele tempo que ele passou em férias. Afinal, os casais devem viajar em família, mas também sozinhos.

Nossa vontade de viajar despertou muitas conversas interessantes quando ainda estávamos nos conhecendo, e agora, por mais que gostemos de passear juntos e ter nossos momentos em família, sabemos da importância de viajar sozinhos.

Veja, na galeria abaixo, alguns benefícios que isso pode trazer ao casal:

  • Uma pausa

    Todos os pais precisam de momentos sozinhos, longe das birras dos filhos no supermercado. Essa ruptura nunca deve ser resultado de algo negativo, mas simplesmente um meio de se reestruturar e recarregar as energias.

  • Promove a independência

    Eu sou muito boa em lidar com independência em relacionamentos. É muito fácil cair na rotina da “vida de casal”, mas lembre-se sempre quem você é individualmente. Não só é uma necessidade para si mesmo, mas também para seu parceiro (a), que deve saber o quão importante é o seu momento de ócio para manter o bem-estar da família.

  • Nos lembra de socializar

    Por mais que você saiamos com outros casais de amigos ou façamos reuniões em casa com frequência, muitas vezes acabamos interagindo apenas com as pessoas que vivem sob o mesmo teto. Viajar sozinho faz que saiamos da nossa zona de conforto.

  • Flexibilidade de horário

    Despertador? Levar e buscar os filhos na escola? Não. Ser novamente o dono de seu próprio tempo durante uma viagem sozinho é sensacional. Não há necessidade de considerar os horários dos filhos irem para a cama ou de ignorar com aqueles momentos em que uma soneca à tarde era tudo o que você queria.

  • Conscientiza

    Viajar acompanhado faz com que os envolvidos se sintam mais conectados, além de aumentar o foco. Contudo, viajar sozinho nos permite observar mais, além de apreciar tudo aquilo o que vemos, ouvimos, comemos, bebemos etc.

  • Gera uma espécie de “auto-reflexão”

    Quando já somos pais, é possível que tenhamos a mania de colocar a necessidade dos demais sempre à frente das nossas. Por mais que dedicar um tempo para refletir seja algo positivo no dia a dia, é difícil de acontecer. Viajar sozinho proporciona esses momentos cruciais e ininterruptos.

  • Lembra que temos um ego

    Os filhos estão bem e tudo em casa está funcionando, apesar de um dos pais ter saído. Toda vez que embarco em um avião sozinha, me sinto sempre muito culpada. Mas, ao ligar pela primeira vez para casa e descobrir que tudo está sob controle, já me sinto melhor – geralmente, eles estão se divertindo tanto que não querem nem conversar.

  • Menores custos

    Viajar em família – e até em casal – sai bem mais caro. Mas o fato de que nem todos podem ir não deve impedir que um dos pais viaje sozinho.

  • Melhora o relacionamento

    Apoiar seu parceiro em suas escolhas de viagem pode fazer uma diferença enorme no relacionamento. Em questões de confiança e comunicação principalmente, além de mostrar à outra pessoa que suas inspirações são muito importantes para você.

Uma pausa

Todos os pais precisam de momentos sozinhos, longe das birras dos filhos no supermercado. Essa ruptura nunca deve ser resultado de algo negativo, mas simplesmente um meio de se reestruturar e recarregar as energias.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).