Os cinco melhores destilados para provar em 2020

Lista de bebidas sugeridas inclui gin japonês e rum jamaicano.

Katie Kelly Bell
Compartilhe esta publicação:
Getty Images
Getty Images

A lista inclui gins, conhaques, runs e uísques

Acessibilidade


Conhaque, gim, bourbon, rum, amaro… o cenário atual é um paraíso para quem gosta de beber, com rótulos lindamente criados de praticamente todo o tipo de destilado de todas as partes do mundo. Alguns produtores usam séculos de de experiência de história enquanto outros estão começando a quebrar tradições.

Todo ano, sou anfitriã e convidada de diversos eventos de degustação. Esses momentos são minha oportunidade de perguntar aos convidados o que eles gostam e por que, e as cinco bebidas abaixo são as que receberam as melhores avaliações durante as degustações. Elas surpreenderam e agradaram, então seja para seu próprio drinque ou como um presente, elas são a escolha certa:

LEIA MAIS: Under 30 de alimentos e bebidas tem quatro chefsRoku Gin (Japão)

Assim como a maioria dos gins da Beam Suntory vindos do Japão, esse é balanceado e agradável. O aroma e o sabor têm os botânicos japoneses (como yuzu, chá Sencha, flores de cerejeira e pimenta sansho) como inspiração. Por isso, é tão popular. As notas tradicionais de zimbro são equilibradas com aroma de cascas de limão e laranja. Esse gim se destaca particularmente no Roku Rickey, um coquetel com suco de yuzu, xarope simples, água com gás e hortelã (ou folha de shiso). O perfil limpo e refrescante cai bem com o interesse popular por coquetéis com pouco açúcar.

Courvoisier 21 Year Cognac (França)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Feito inteiramente com uvas Grande Champagne, esse destilado passa mais de 20 anos envelhecendo em barris de carvalho –tempo o suficiente para desenvolver suas notas de damasco seco, cascas de laranja, caramelo com café e especiarias. A Courvoisier é a primeira fabricante de conhaques a lançar um produto com idade demarcado. Isso pode modelar o futuro da indústria de conhaques, e os degustadores que ouvi gostaram da ideia. Eles também apreciaram o final sedoso com notas de avelã e gengibre da bebida.

VEJA TAMBÉM: Indústria de bebidas dá 1º passo em direção à maconha

Remus Repeal Reserve Series III (EUA)

Um dos uísques mais populares nas degustações desse ano foi esse Remus, da MGP Distillers, em Indiana, nos Estados Unidos. A destilaria fica no topo de um maravilhoso aquífero que fornece galões de água filtrada, e que abastece uma das reservas de uísque mais incríveis da nação. Realmente, seus produtos são deliciosos, tanto que produtores boutique como Templeton e Bulleit usam centeio da MGP. Com uma mistura de uísques 11 e 12 anos, a paleta desta bebida tem notas ricas de laranja, caramelo e especiarias.

Nonino Amaro (Itália)

Essa é uma fabulosa junção de ervas e álcool da família Nonino e é quase sempre a vencedora entre aqueles preferem evitar notas mais apimentadas de uísques. A receita é um segredo de família, mas sabemos que inclui ervas e elementos botânicos como raiz de genciana, açafrão, alcaçuz, ruibarbo, laranjas doce e amarga, e tamarindo. O começo é suave, com notas de chocolate amargo, caramelo com café e casca de laranja com ervas, e o final traz um amargo agradável e especiarias. Ele é viciantemente gostoso, mas tem teor alcoólico de 40%, então, cuidado não se deixe levar. Absolutamente perfeito com sobremesas com chocolate amargo.

Appleton Estate 21 Year Rum (Jamaica)

Após 21 anos envelhecendo em condições úmidas e quentes, esse rum desenvolveu uma complexidade enorme que se mostra em cada gole. Notas ricas de caramelo, baunilha e couro podem fazê-lo pensar que se trata de um conhaque, mas os aromas suaves e doces de caramelo com café sugerem o contrário. Não tão doce quanto outros runs envelhecidos, mais balanceado, atrai os fãs de uísque, e por isso recentemente entrou para o Top 100 de destilados de 2019 da “Wine Enthusiast”.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Compartilhe esta publicação: