Pintura de Van Gogh é roubada de museu holandês durante quarentena

Divulgação
A pintura roubada foi “O Jardim Paroquial de Nuenen, na Primavera”, um dos vários trabalhos que o artista pintou daquele local

Uma pintura do mestre impressionista Vincent van Gogh foi roubada do museu holandês Singer Laren, a leste de Amsterdã, durante a noite, segundo as autoridades, depois que o local foi fechado como medida para diminuir a propagação do novo coronavírus.

A pintura roubada foi “O Jardim Paroquial de Nuenen, na Primavera”, um dos vários trabalhos que Van Gogh pintou daquele local em sua vida.

O valor da pintura permanece incerto, segundo a Associated Press, e havia sido emprestado ao Singer Laren para uma exposição. “Estou chocado e inacreditavelmente irritado”, disse o diretor do museu, Jan Rudolph de Lorm, durante uma conferência de imprensa hoje (30).

Os ladrões supostamente quebraram uma porta de vidro para entrar no museu. Um alarme foi acionado, informou a AP, mas, quando a polícia chegou, os ladrões e a pintura haviam sumido.

LEIA MAIS: O melhor da arte na Europa para ver online de graça

Também não está claro se alguma outra obra foi roubada, segundo a CNBC. A AP disse que uma equipe de especialistas em forense e roubo de arte está estudando imagens de vigilância e interrogando vizinhos.

O Museu Groninger, que emprestou o Van Gogh, disse em comunicado que está “chocado com as notícias” e que “por causa da investigação policial, não vai mais comentar o assunto”.

“É horrível para todos nós, porque a arte está lá para ser vista e compartilhada por todos, para a sociedade como um todo, para trazer prazer, trazer inspiração e também para trazer conforto”, disse de Lorm. “Especialmente neste momento difícil.”

Vincent van Gogh nasceu na Holanda em 1853. A maioria das 2.100 obras de arte que ele criou foram feitas nos últimos dois anos de sua vida. Ele sofria de problemas de saúde mental e cortou parte de sua orelha esquerda antes de morrer por suicídio aos 37 anos de idade. Embora não tenha tido sucesso comercial em vida, seu trabalho ganhou uma apreciação financeira e mais crítica nas décadas seguintes à sua morte. Em 2017, uma pintura de van Gogh foi vendida por mais de US$ 80 milhões em um leilão da Christie’s.

Van Gogh vendeu apenas uma de suas pinturas durante sua vida. “A Vinha Vermelha” foi vendido por 400 francos na Bélgica, sete meses antes de sua morte.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).