Viagem sem sair de casa: sete patrimônios mundiais para visitar remotamente

onathan-Newton-_-The-Washington-Post
O Google Earth oferece imagens de alta qualidade tiradas por satélite dos principais marcos históricos do planeta

O coronavírus interrompeu planos e viagens. A boa notícia é que existem maneiras de satisfazer sua vontade de viajar e exercitar sua mente sem sair de casa. Graças ao Google e à Unesco, você pode visitar diversos dos patrimônios mundiais oficiais mais inspiradores do mundo, sem a multidão ou os problemas de fuso-horário.

LEIA MAIS: Especialistas em turismo de luxo dão dicas de viagem no Mediterrâneo

O que torna alguns desses passeios tão especiais é que eles são projetados na visualização em 360 graus com o Google Earth ou o Google Street View. Ao mover o cursor, o “visitante” virtual realmente sente que está no local, mas nem sempre é fácil descobrir como se mover. Você pode ou não precisar clicar símbolos especiais ou brincar com a exibição (usando os símbolos de mais e menos para aumentar e diminuir o zoom e se mover em toda a área).

Confira na galeria de imagens a seguir sete dos melhores destinos para conhecer online:

  • Templo de Angkor Wat, Camboja

    Considerada a maior estrutura religiosa remanescente do mundo, do século 9 ao 15, o complexo hindu-budista foi o centro político e religioso do Khmer. Você navegará por centenas de templos e edifícios e ficará encantado com essa incrível conquista arquitetônica e espiritual.

  • Pirâmides de Giza, Egito

    Quem nunca sonhou em ver as incríveis pirâmides do Egito? Elas são uma das grandes maravilhas do mundo e ocupam o primeiro lugar na lista de viagens de diversas pessoas. Visite a notável Necrópole de Memphis, a Grande Pirâmide de Khufu e o que resta da icônica Grande Esfinge. Na sua caminhada virtual, você praticamente terá que desviar para evitar camelos, vendedores ambulantes e outros turistas.

  • La Alhambra y el Generalife, Espanha

    O design majestoso e meticuloso de Alhambra é de tirar o fôlego. A estrutura é uma das atrações turísticas mais visitadas da Espanha e foi construída principalmente nos séculos 13 e 14. Ela continua sendo um dos exemplos mais impressionantes da arquitetura islâmica do mundo. Use os símbolos de mais e menos no seu teclado para garantir que você saia de Alhambra e faça um “passeio” em seus maravilhosos jardins.

  • Palácio e Parque de Versailles, França

    Veja você mesmo por que a opulência dos monarcas da França era incomparável. A imagem icônica de excesso do parque te deixará sem fôlego mesmo pela tela do computador. Mas não fique preso do lado de fora, você também pode entrar no palácio usando o Google Street View em vez do Google Earth.

  • Áreas arqueológicas de Pompeia, Itália

    Poucas pessoas não conhecem a explosão vulcânica do Monte Vesúvio em 79 d.C. que dizimou a cidade de Pompeia e enterrou a maior parte de sua população sob metros de cinza. Com a visita viabilizada pelo Street View, você passeará pelas ruínas misteriosas e escavadas desta metrópole que antes prosperava e que foi o epicentro da vida no sul da Itália.

  • Ilha Robben, África do Sul

    Este Patrimônio Mundial da Unesco fica a menos de oito quilômetros da costa da Cidade do Cabo. A infame ilha abriga uma prisão de segurança máxima onde o ativista e ex-presidente Nelson Mandela passou 18 de seus 27 anos de prisão. Para algo ainda mais interativo, o Google oferece um tour completo com uma visita à cela de Mandela liderada por Vusumsi Mcongo, um ativista dos tempos do apartheid que foi preso na Ilha Robben de 1978 a 1990.

  • Castelo Nijo-jo, Japão

    Você sente o aroma das flores? Ok, talvez esperar sentir o aroma arrebatador das famosas flores de cerejeira de Kyoto seja um pouco demais, mas não é muito difícil mergulhar no antigo Japão com um meandro ao longo do Castelo de Nijo-jo, Patrimônio Mundial da Unesco. Construído em 1603, foi lá que os ferozes shoguns Tokugawa do país, senhores da guerra samurais, residiram por mais de duzentos anos.

Templo de Angkor Wat, Camboja

Considerada a maior estrutura religiosa remanescente do mundo, do século 9 ao 15, o complexo hindu-budista foi o centro político e religioso do Khmer. Você navegará por centenas de templos e edifícios e ficará encantado com essa incrível conquista arquitetônica e espiritual.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).