Como a pandemia mudou os parques da Disney

Getty Images
Getty Images

Esta é a primeira vez na história que um parque da Disney não esteve aberto em alguma parte do mundo

A pandemia de Covid-19 teve impactos drásticos no mundo da Disney. Em janeiro, o Shanghai Disney Resort e o Hong Kong Disneyland Resort tiveram de fechar as portas. Em março, foi a vez do Walt Disney World Resort e do Disneyland Resort. Esta é a primeira vez na história que um parque da Disney não esteve aberto em alguma parte do mundo. O sol realmente se pôs no império da Disney.

Depois de meses de fechamentos e fãs ansiosos para voltar aos seus amados parques temáticos, uma luz no fim do túnel estava finalmente sendo vista. Em maio, o Shanghai Disney Resort, o primeiro parque a fechar devido à pandemia, iniciou seu processo de reabertura em fases, seguido pelo Hong Kong Disneyland Resort, em meados de junho. Agora, o resto dos resorts da Disney em todo o mundo anunciou que reabrirá em julho, exceto o Disneyland Resort, em Anaheim, na Califórnia.

VEJA TAMBÉM: Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, e fique por dentro de tudo sobre empreendedorismo

Com a reabertura em fases dos parques da Disney, surgem algumas mudanças em como os parques e resorts temáticos funcionarão e como os visitantes poderão visitar e desfrutar de seus parques favoritos. O primeiro vislumbre dessas mudanças ocorreu com a abertura do Shanghai Disney Resort, onde os hóspedes foram informados de que precisavam registrar dia e hora em que desejavam entrar no parque. Um sistema semelhante agora foi implementado no Walt Disney World Resort em Orlando, na Flórida.

Em uma iniciativa rara, a The Walt Disney anunciou a ocupação oficial de visitantes de um de seus parques em uma demonstração de resultados no início de maio. Durante essa ligação, foi anunciado que o Shanghai Disney Resort seria reaberto em 11 de maio, onde a capacidade seria limitada a 30% da capacidade usual de 80 mil pessoas. O parque acabou reabrindo abaixo do limite estabelecido pelo governo de 24 mil e aumentou a capacidade nas semanas seguintes. A Disney não anunciou mais a capacidade para os outros parques temáticos ou em que nível eles estarão operando desde então .

As pessoas que entraram no parque temático da Disneyland de Shanghai foram sujeitas a novas medidas de segurança, incluindo distanciamento social, máscaras e verificações de temperatura. Essas ordenanças foram anunciadas para o resto dos parques da Disney em todo o mundo, à medida que eles reabrem.

As diferenças serão visíveis. Principalmente, os veículos dos brinquedos não serão preenchidos com capacidade máxima. Algumas atrações como “Millennium Falcon: Smugglers Run”, dentro do complexo Star Wars: Galaxy’s Edge no Walt Disney World e no Disneyland Park podem ter apenas um grupo por cada “cápsula” de uma vez, mesmo se uma única pessoa estiver em um veículo que acomoda mais seis.

As experiências com personagens também serão um pouco diferentes nos parques da Disney no mundo. Os visitantes não poderão abraçar o Mickey Mouse, mas uma selfie socialmente distante será aceitável.

Todas essas novas regras e regulamentos impedirão as pessoas de visitar os parques da Disney ao abrirem? Entre os crescentes casos de Covid-19 na Flórida e na Califórnia, houve uma reação contra a reabertura dos parques. De fato, o Disneyland Resort havia anunciado abertura em 17 de julho, coincidindo com o aniversário do Disneyland Park, que agora foi mudada devido ao governo do estado da Califórnia não ter anunciado um plano de reabertura para os outros parques temáticos do estado. Mas os quatro parques temáticos do Walt Disney World ainda estão programados para abrir a partir de 11 de julho na Flórida.

LEIA MAIS: “Hamilton”, de Lin-Manuel Miranda, se torna uma das peças mais lucrativas da Broadway

Ambos os estaduais estão implementando um novo sistema de reserva e de segurança, com máscaras, medidas de distanciamento social, capacidade reduzida para tudo e verificações de temperatura. Mesmo com essas novas medidas, os viajantes têm receio de ir ao lugar mais feliz da Terra. Alguns chegam a cancelar seus ingressos ou passes anuais até que tudo volte ao normal. Outros ainda planejam ir aos parques temáticos, mas devem ser mais cautelosos, levar várias máscaras para trocar durante o dia, lavar as mãos com mais frequência e fazer pausas no quarto de hotel, conforme necessário.

Até o final de 2020, as pessoas que planejam visitar um parque temático da Disney em algum lugar do mundo terão uma experiência completamente diferente de antes da quarentena. Embora exista esperança de que uma vacina esteja chegando para a Covid-19, isso levará tempo, e o tempo é algo que o setor de parques temáticos e hospitalidade não possuem. Os parques temáticos da Disney e outros como eles terão de contar com sua base de fãs leais, novas medidas de segurança e muito desinfetante para as mãos para permanecer à tona nos próximos meses e anos.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, para saber tudo sobre empreendedorismo.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).