6 motorhomes de luxo para viajar pelo Brasil

Divulgação
Divulgação

Com o aumento da procura pelo estilo de vida, o mercado de motorhomes começa a se expandir em âmbito nacional

Largar tudo para viver viajando a bordo de um motorhome parece um sonho quase hollywoodiano. Com diversas adaptações de cinema que mostram a organizada estrutura de campings nos Estados Unidos, é normal enxergar o cenário como algo improvável de acontecer no Brasil, que peca até na segurança das estradas. No entanto, com o aumento da procura pelo estilo de vida, o mercado começa a se expandir em âmbito nacional – e, surpreendentemente, explodiu ainda mais durante o período pandêmico.

Segundo a empresa de aluguel de motorhomes Vandão RV, a procura aumentou 70% nos últimos meses, classificados como baixa temporada. “Não temos veículos disponíveis para viagens longas até fevereiro de 2021”, diz a representante Aline Frediani. Felipe Kirsch, diretor geral da revendedora Kirsch Motorhomes, confirma o exponencial aumento nesse período. “Com certeza o mercado aumentou bastante. Tenho lojas no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina e nas duas está faltando mercadoria. Março e abril foram complicados, mas de maio até agora o negócio só cresceu”, conta.

VEJA TAMBÉM: Quanto custa o seguro de 10 dos carros mais caros do Brasil

Parte disso pode ser explicado pelo isolamento social, que colocou de escanteio muitos planos de viagens e estadias em hotéis durante o ano inteiro. Com um motorhome, é possível explorar novos lugares tendo o mínimo de contato com pessoas fora do ciclo de convivência, o que diminui a possibilidade de infecção durante o passeio. É um escape perfeito para quem não aguenta mais o estresse de ficar preso dentro da própria casa. No entanto, embora seja uma resposta perfeita para a pandemia, o investimento nesse setor já vem mostrando aumento há alguns anos.

Kirsch conta que desde 2017 vem surgindo aplicativos de mapeamento de locais com estrutura para os motorhomes, como postos de gasolina, terrenos, estacionamentos e campings. “Com o crescimento desse mercado, estão surgindo novos espaços, capazes de despertar até o interesse de quem tem sítios e chácaras com estrutura para receber veículos recreativos.” O diretor destaca, ainda, a expansão do público consumidor que antes era protagonizado por aposentados e agora abriu espaço para os mais jovens, com espírito de aventura na veia. “A ideia de que o motorhome é um consumo pós-aposentadoria é coisa do passado. Lidamos com um perfil de pessoas que estão pensando no agora: hoje e o quanto antes. Elas são minimalistas e querem curtir a vida.”

Aproveitar a vida sim, mas, claro, com muito conforto. Kirsch explica que revende carros que custam de R$ 90 mil a R$ 1 milhão e que o tamanho do veículo, a marca, a decoração e os acessórios tecnológicos personalizados pelo cliente impactam o valor final. Basicamente, a companhia recebe o chassi e a carroceria, que têm um valor de mercado fixo, e pode explorar a montagem de acordo com as necessidades do consumidor – televisão, ar condicionado e lustres, por exemplo. “Como as peças são importadas, com o aumento do dólar as montagens subiram de 10% a 15%.”

Divulgação

Espaço do 8.5 SI Iveco Daily, da Santo Inácio Motorhomes

Isso acontece tanto na venda quanto no aluguel. Na Vandão RV, Aline conta que os modelos mais procurados são os que acomodam até seis passageiros – justamente os mais caros por conta do preço de fábrica do chassi e da carroceria e do seguro para um veículo desse porte. De forma simplificada, existem três modelos de negócios nessa área no Brasil: as empresas que alugam, as que revendem e as que compram o chassi e fabricam a carroceria.

As opções são amplas, mas os motorhomes de luxo surpreendem. Com valores que chegam até R$ 1,5 milhão, alguns deles se destacam pela tecnologia slide out – uma sala expansível que aumenta a área de estar -, sapatas hidráulicas para facilitar o acampamento em terrenos irregulares, placas solares, bagageiro para motos e decorações que fazem qualquer um esquecer que está no interior de veículo. São verdadeiras mansões sobre rodas.

Veja, na galeria abaixo, seis modelos de motorhomes de luxo para realizar o sonho de levar sua própria casa para qualquer lugar do mundo:

  • Santo Inácio 7.5 SI Mercedes Benz – R$ 670 mil

    O 7.5 SI da Santo Inácio Motorhomes é montado sobre um chassi Mercedes Benz Sprinter 516 Cabine e custa R$ 670 mil (valor referente a outubro de 2020, podendo oscilar conforme movimentações do mercado). Como o nome já entrega, o modelo mede 7,5 metros, porém, com o módulo expansível da sala de estar, é possível criar uma varanda móvel que pode ser projetada 60 centímetros para fora da carroceria. O modelo tem capacidade para seis pessoas e oferece três camas de casal e seis bancos com cintos de segurança – motorista, passageiro e quatro lugares na mesa de jantar.

    “A partir da chegada do chassi à fábrica, iniciamos a montagem da casa sobre rodas em todos os seus detalhes: da parte estrutural, elétrica e hidráulica até os acabamentos e eletrodomésticos. O viajante sai da empresa com uma casa completa para rodar o mundo com muita tranquilidade, conforto e segurança. Já temos mais de 500 casas sobre rodas pelo mundo em mais de uma década de trabalho”, diz Júnior Ghesla, coordenador de marketing da Santo Inácio.

    Divulgação
  • 8.5 SI Iveco Daily – R$ 740 mil

    No portfólio de produtos da Santo Inácio, o 8.5 SI, montado sobre o chassi Iveco Daily 70-170, é o maior motorhome disponível. Segue a estética do 7.5, mas mede 8,5 metros, oferecendo um conforto interno ainda maior. Por R$ 740 mil, segundo a tabela de preços de outubro/2020, o 8.5 SI é uma casa completa sobre rodas.

    Divulgação
  • Vettura American Dream – Cerca de R$ 1,5 milhão

    Por R$ 1,5 milhão, o modelo da Vettura Motorhomes é um dos mais espaçosos do mercado nacional, abrigando famílias de até dez pessoas em um espaço que pode chegar a 14 metros. Com foco no público classe A, toda a montagem é personalizada para o proprietário, o que pode afetar o valor final. “Nossa equipe de projetos fica à disposição durante todo o processo de fabricação. Grande parte das escolhas são feitas durante a negociação inicial, porém, durante o desenvolvimento, o proprietário vai apreciando a montagem e acrescentando ou excluindo itens desejáveis ou indesejáveis que o mercado disponibiliza”, explica Sandra Simone Pasa, representante da empresa.

    Divulgação
  • Vettura Dream House – R$ 900 mil

    Para quem quer uma qualidade parecida, mas não tem R$ 1,5 milhão, a Vettura oferece a “Dream House”, ainda projetada especialmente para a classe A, mas um pouco menor do que a opção anterior. Com cerca de 9 metros internos – além da opção de sala expansível -, o motorhome custa R$ 900 mil e acomoda seis pessoas.

    Divulgação
  • Legend LD9 – cerca de R$ 500 mil

    Montado sobre um Chassi Cabine Iveco Daily 70C17, o modelo é destaque por contar com espaço para o transporte de duas motos de trilha no bagageiro. Na parte interna, o Legend LD9 também faz um bom trabalho, comportando até seis pessoas e entregando a possibilidade de uma sala expandida. A decoração e os acessórios são escolhidos pelos clientes, então o preço pode variar bastante. Porém, tecnologias como isolamento térmico e acústico estão presentes em todos os modelos.

    Divulgação
  • Neway Sprinter Home 7.3 – cerca de R$ 580 mil

    Fabricada por uma das marcas mais procuradas nas revendedoras como a Kirsch Motorhomes, a Neway Sprinter Home 7.3 é construída sobre a plataforma do furgão Mercedes-Benz Sprinter 516 e acomoda confortavelmente até quatro pessoas. Para aqueles que não pretendem viajar com muita gente, representa uma opção compacta sem perder o luxo dos grandes veículos. Com uma ampla variedade de layouts e decorações, o proprietário pode personalizar e customizar cada detalhe.

    Divulgação

Santo Inácio 7.5 SI Mercedes Benz – R$ 670 mil

O 7.5 SI da Santo Inácio Motorhomes é montado sobre um chassi Mercedes Benz Sprinter 516 Cabine e custa R$ 670 mil (valor referente a outubro de 2020, podendo oscilar conforme movimentações do mercado). Como o nome já entrega, o modelo mede 7,5 metros, porém, com o módulo expansível da sala de estar, é possível criar uma varanda móvel que pode ser projetada 60 centímetros para fora da carroceria. O modelo tem capacidade para seis pessoas e oferece três camas de casal e seis bancos com cintos de segurança – motorista, passageiro e quatro lugares na mesa de jantar.

“A partir da chegada do chassi à fábrica, iniciamos a montagem da casa sobre rodas em todos os seus detalhes: da parte estrutural, elétrica e hidráulica até os acabamentos e eletrodomésticos. O viajante sai da empresa com uma casa completa para rodar o mundo com muita tranquilidade, conforto e segurança. Já temos mais de 500 casas sobre rodas pelo mundo em mais de uma década de trabalho”, diz Júnior Ghesla, coordenador de marketing da Santo Inácio.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).